PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Embraer anuncia nova parceria para carros voadores; ações são destaque

Carro voador eVTOL, da Embraer: as companhias utilizarão helicópteros para validar o conceito a ser adotado com as aeronaves elétricas - Divulgação/Embraer
Carro voador eVTOL, da Embraer: as companhias utilizarão helicópteros para validar o conceito a ser adotado com as aeronaves elétricas Imagem: Divulgação/Embraer
Conteúdo exclusivo para assinantes

Felipe Bevilacqua

03/09/2021 08h49

Hoje vamos conversar sobre mais uma parceria firmada pela EVE, controlada da Embraer (EMBR3), e sobre a entrada da Equatorial (EQTL3) no setor de saneamento.

O UOL tem uma área exclusiva para quem quer investir seu dinheiro de maneira segura e lucrar mais do que com a poupança. Conheça!

Confira a seguir a análise de Felipe Bevilacqua, analista e sócio-fundador da casa de análise Levante Ideias de Investimento. Todos os dias, Bevilacqua traz notícias e análises de empresas de capital aberto para você tomar as melhores decisões de investimentos. Este conteúdo é exclusivo para os assinantes do UOL.

Empresa de carros voadores da Embraer tem nova parceria

A Eve Urban Air Mobility, empresa de carros elétricos voadores da Embraer (EMBR3), anunciou ontem (2) nova parceria com a Microflite, uma das principais operadoras de helicópteros da Austrália, para desenvolver serviços de mobilidade aérea urbana a partir de 2026.

Inicialmente, as companhias utilizarão helicópteros para validar o conceito a ser adotado com as aeronaves elétricas de pouso e decolagem vertical (eVTOL) da Embraer. Com a parceria, a Eve se beneficiará da extensa experiência local da Microflite para desenvolver uma solução abrangente, que inclua novos serviços de manutenção e gerenciamento de tráfego aéreo, aplicando a expertise adquirido em outras parcerias para criar um ambiente operacional seguro e escalável.

A nova parceria coloca a Eve, cujo objetivo é ser o centro da mobilidade aérea urbana, no mercado australiano. Criada há quatro anos, a controlada da Embraer anunciou recentemente parceria com a Ascent, que opera como aplicativo sob demanda na região da Ásia Pacífico, e pode se fundir com uma empresa de aquisição de propósito específico (SPAC) americana, em uma transação de cerca de US$ 2 bilhões que pode destravar valor para as ações da Embraer (EMBR3).

As ações EMBR3 foram um dos destaques de alta do mês de agosto. Ontem, elas chegaram a subir após a notícia, mas acabaram afetadas pelo dia muito negativo para o mercado brasileiro e fecharam em queda de 0,6%.

Equatorial vence leilão de saneamento no Amapá

A Equatorial Energia anunciou ontem (2) vitória no leilão de serviços de saneamento no Amapá. A empresa formou consórcio com a SAM Ambiental e fez uma proposta de R$ 930,8 milhões, muito superior às propostas dos concorrentes e do valor de outorga mínima, definido no edital em R$ 50 milhões. A proposta do segundo colocado foi de R$ 426,5 milhões. O critério definido para escolha do vencedor foi híbrido, combinando desconto na tarifa e maior outorga.

A entrada no setor de saneamento é positiva para a Equatorial (EQTL3) que já vinha mostrando forte interesse no segmento, além de ter vencido, no final de junho deste ano, o leilão de privatização da Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA).

A Equatorial atuará como concessionária dos serviços de água e esgoto em todo o estado. Durante os 35 anos de contrato, terá que realizar investimentos de cerca de R$ 3 bilhões para ampliar a cobertura que hoje é bastante restrita. Cerca de 38% da população tem acesso ao abastecimento de água e apenas 7% à coleta de esgoto. A meta é expandir o abastecimento para 99% da população em onze anos e expandir a coleta de esgoto para 90% em até 18 anos.

A concessão marca a entrada da companhia no segmento de saneamento e representa um importante passo na estratégia de crescimento do grupo. Apesar disso, ressalvamos o pagamento bastante elevado da taxa de concessão.

Este material foi elaborado exclusivamente pela Levante Ideias e pelo analista Felipe Bevilacqua (sem qualquer participação do Grupo UOL) e tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta de valor mobiliário ou promessa de retorno financeiro e/ou isenção de risco . Os valores mobiliários discutidos neste material podem não ser adequados para todos os perfis de investidores que, antes de qualquer decisão, deverão realizar o processo de suitability para a identificação dos produtos adequados ao seu perfil de risco. Os investidores que desejem adquirir ou negociar os valores mobiliários cobertos por este material devem obter informações pertinentes para formar a sua própria decisão de investimento. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Os desempenhos anteriores não são indicativos de resultados futuros.

PUBLICIDADE