PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Petrobras venderá Braskem, e shopping insiste em comprar concorrente

Conteúdo exclusivo para assinantes

Felipe Bevilacqua

18/01/2022 09h31

Hoje comentaremos o pedido de follow-on de Petrobras e Novonor para venda da Braskem, e falaremos sobre o persistente interesse da Aliansce Sonae em fusão com a brMalls.

Confira a seguir o comentário de Felipe Bevilacqua, analista e sócio-fundador da casa de análise Levante Ideias de Investimento, sobre essas movimentações. Todos os dias, Bevilacqua traz notícias e avaliações de empresas de capital aberto para você tomar as melhores decisões de investimento. Este conteúdo é acessível para os assinantes do UOL. O UOL tem uma área exclusiva para quem quer investir seu dinheiro de maneira segura e lucrar mais do que com a poupança. Conheça!

Petrobras e Novonor protocolam pedido para venda da Braskem

A petroquímica Braskem (BRKM5) divulgou fato relevante informando que seus acionistas Petrobras (PETR4) e Novonor (ex-Odebrecht) protocolaram pedido de follow-on (processo em que a empresa oferta mais ações ao mercado) na CVM (Comissão de Valores Mobiliários) e na SEC (agência americana similar à CVM).

O comunicado também informa que a oferta secundária ocorrerá simultaneamente no Brasil e nos EUA para a venda de até 154.886.547 ações preferenciais classe A da companhia. A oferta, considerando o preço de fechamento dos papéis na última semana, poderá movimentar mais de R$ 8 bilhões.

Vemos o processo de follow-on como positivo para as partes envolvidas, sendo essencial para o plano de recuperação judicial da Novonor. No caso da Braskem, a operação elimina a pressão vendedora sobre seus papéis. Além disso, a migração para o Novo Mercado também é um ponto positivo. Pelo lado da Petrobras, a venda ocorre em linha com seu plano estratégico de desinvestimento em ativos não core, ou seja, não alinhados com a operação principal da companhia. A expectativa, após conclusão da operação, é que boa parte dos recursos levantados seja distribuído a seus acionistas.

Antes de um follow-on, normalmente a pressão vendedora afeta os preços das ações, porém esperamos um impacto positivo nas ações BRKM5 no curto prazo, devido à confirmação da tão esperada oferta. A Braskem busca iniciar 2022 se tornando uma corporation. Em outras palavras, uma companhia sem controle definido, o que deve afastar problemas de governança.

Aliansce Sonae reitera interesse em fusão com brMalls

A negociação entre as operadoras de shoppings Aliansce Sonae (ALSO3) e brMalls (BRML3) segue ocupando espaço na mídia. Após negativa por parte da brMalls, a Aliansce Sonae reiterou, na segunda-feira (17), seu interesse na fusão com a companhia. A Aliansce, segundo o comunicado, segue determinada a mostrar o mérito da combinação de negócios e seu potencial de geração de valor para ambas as empresas para o Conselho e acionistas da outra operadora.

Do lado da brMalls, a empresa havia declarado que não depende de uma transação deste tipo para avançar com seu processo de expansão, rechaçando a proposta assim que divulgada ao público. Ademais, a companhia também se mostrou bastante incomodada com o preço oferecido pela concorrente.

Na nossa visão, com a reafirmação de interesse da operação por parte da Aliansce Sonae, a expectativa é que as companhias consigam chegar a um entendimento quanto ao preço da transação. Desta forma, o movimento deve impactar positivamente o preço das ações ALSO3 e BRML3 no curto prazo.

De fato, a fusão das operadoras faz bastante sentido do ponto de vista operacional. Combinadas, estas resultariam em uma nova companhia com aproximadamente 69 shoppings e cerca de R$ 38,5 bilhões em vendas de lojistas, se tornando a companhia com maior relevância do setor de shopping center da América Latina.

Este material foi elaborado exclusivamente pela Levante Ideias e pelo estrategista-chefe e sócio-fundador Rafael Bevilacqua (sem qualquer participação do Grupo UOL) e tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta de valor mobiliário ou promessa de retorno financeiro e/ou isenção de risco . Os valores mobiliários discutidos neste material podem não ser adequados para todos os perfis de investidores que, antes de qualquer decisão, deverão realizar o processo de suitability para a identificação dos produtos adequados ao seu perfil de risco. Os investidores que desejem adquirir ou negociar os valores mobiliários cobertos por este material devem obter informações pertinentes para formar a sua própria decisão de investimento. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Os desempenhos anteriores não são indicativos de resultados futuros.