PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Ações da Movida estão entre as novidades nas recomendações da semana

Exclusivo para assinantes UOL Economia+

Márcio Anaya

Colaboração para o UOL, em São Paulo

28/01/2021 04h00

Nesta reta final de janeiro, as ações da empresa de aluguel de veículos Movida chamam atenção, com duas inclusões nas carteiras recomendadas para a semana. A companhia estreou nos portfólios elaborados pela MyCap e pela XP Investimentos, com base na análise gráfica.

O monitoramento realizado pelo UOL Economia+ considera divulgações feitas por sete corretoras.

Nesta semana, a agência de classificação de risco Fitch atribuiu rating global de longo prazo "BB-" à Movida. A nota nacional de longo prazo da empresa está em "AA-(bra)", e ambas têm perspectiva estável.

Segundo a Fitch, a avaliação atual reflete a "sólida posição" dos negócios da companhia, com eficiência operacional considerada adequada em um mercado competitivo de aluguel e gestão de frotas como o brasileiro. "Seu porte, como terceiro maior player da indústria no Brasil, resulta em bom poder de barganha com as montadoras, permitindo à Movida capturar melhor os ganhos de escala", diz o relatório da agência.

A Fitch destaca ainda que o grupo tem evoluído no acesso a linhas de crédito de menor custo, principalmente no mercado interno, além de buscar diversificar suas fontes de financiamento. A observação se refere à divulgação, feita nesta semana pela Movida, de que sua subsidiária financeira, Movida Europe S.A., avalia uma emissão de títulos de dívida no mercado internacional. De acordo com a empresa, a operação visa destinar recursos para fins corporativos em geral e refinanciar as obrigações existentes.

Na semana passada, outra notícia envolvendo a companhia foi o anúncio de aquisição da Vox, que atua no ramo de gestão e terceirização de frotas, um negócio avaliado em R$ 89 milhões.

Confira aqui outros destaques e as carteiras completas de ações recomendadas nesta semana. Os códigos e preços dos papéis podem ser conferidos na página de cotações do UOL Economia.

Este material é exclusivamente informativo, e não recomendação de investimento. Aplicações de risco estão sujeitas a perdas. Rentabilidade do passado não garante rentabilidade futura.