PUBLICIDADE
IPCA
1,25 Out.2021
Topo

Ações de lojas lideram indicações de analistas na semana

Conteúdo exclusivo para assinantes

Márcio Anaya

Colaboração para o UOL, em São Paulo

25/02/2021 04h00

Ações de empresas do setor varejista (lojas) lideram, nesta semana, as recomendações feitas por analistas de investimento, segundo acompanhamento realizado pelo UOL Economia+ com seis corretoras.

Além do Magazine Luiza —preferido no segmento e líder também na relação geral, com três indicações—, as carteiras selecionadas pelas instituições trazem ainda B2W, Lojas Americanas (ações preferenciais) e Via Varejo, todas com um apontamento.

  • Conheça o UOL Economia+, serviço completo de orientação financeira do UOL para assinantes.

No caso do Magazine Luiza (MGLU3), somente a Ativa Investimentos excluiu o papel da carteira nesta semana. A companhia, no entanto, permanece entre as escolhas da Elite Investimentos, Mirae Asset Corretora e MyCap.

Quanto às demais empresas do ramo, a B2W (BTOW3) foi mantida na carteira da Elite e a Via Varejo (VVAR3), na da Terra Investimentos.

No último dia 19, as Lojas Americanas e a B2W anunciaram estudos para avaliar uma potencial combinação de seus negócios, com o objetivo de "maximizar a experiência do cliente em uma nova jornada de criação de valor". Segundo especialistas, a fusão, se confirmada, será benéfica aos clientes. Para os investidores, os analistas divergem na recomendação.

Siderurgia e papel também de destacam

Outro setor que chama atenção nesta semana é o de siderurgia, com a inclusão de uma companhia, uma manutenção e uma troca na lista geral de ações recomendadas.

Em uma semana em que as corretoras realizaram poucas mudanças em seus portfólios, todas essas movimentações ocorreram nas indicações da Mirae —que substituiu as ações preferenciais classe A (PNAs) da Usiminas pelas ordinárias (ONs) da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) e manteve as preferenciais da Gerdau.

Na última terça (23), a CSN divulgou um lucro líquido de R$ 3,9 bilhões no quarto trimestre de 2020. Ontem (24), foi a vez de a Gerdau anunciar seu resultado nos três últimos meses do ano passado —um lucro líquido de R$ 1,05 bilhão, ante R$ 102 milhões em igual período de 2019, um aumento de 939%.

Em papel e celulose, a novidade fica por conta do ingresso das units (cesta de ações) da Klabin na carteira da Ativa Investimentos. Outra representante do ramo é a Suzano, mantida entre as recomendações feitas pela Elite e pela Mirae.

Marfrig concentra apostas em frigoríficos

Entre as mudanças promovidas pela Ativa nesta semana está a retirada das ações da JBS da sua seleção de ativos. Com a saída, Marfrig passou a concentrar as indicações em frigoríficos na relação geral, com duas referências, feitas pela Terra Investimentos e pela XP. Nos dois casos, a companhia já integrava os portfólios na semana passada.

A Marfrig agendou para o dia 8 de março a divulgação do seu balanço de 2020, e a JBS prevê anunciar seus resultados em 24 de março.

Confira aqui outros destaques e as carteiras completas de ações recomendadas nesta semana. Os códigos e preços dos papéis podem ser conferidos na página de cotações do UOL Economia.

Este material é exclusivamente informativo, e não recomendação de investimento. Aplicações de risco estão sujeitas a perdas. Rentabilidade do passado não garante rentabilidade futura.

PUBLICIDADE