PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

Analistas: Troca de ministros gera instabilidade, mas favorece reformas

Os presidente da República, Jair Bolsonaro, e da Câmara, Arthur Lira, na saída do Palácio do Planalto - Ueslei Marcelino/Reuters
Os presidente da República, Jair Bolsonaro, e da Câmara, Arthur Lira, na saída do Palácio do Planalto Imagem: Ueslei Marcelino/Reuters
Exclusivo para assinantes UOL

Do UOL, de São Paulo

30/03/2021 17h45

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) fez na segunda-feira (29) uma reforma ministerial, com seis trocas no primeiro escalão. Após as mudanças, a Bolsa e do dólar fecharam em alta ontem. Hoje, a Bolsa subiu 1,24%, e o dólar fechou em leve queda.

Analistas ouvidos pelo UOL afirmam que as movimentações podem trazer mais instabilidade e incerteza ao mercado. Por outro lado, avaliam que, ao abrir mais espaço para o centrão, o governo aumentou as chances de andarem reformas econômicas desejadas pelo mercado.

Mas eles afirmam que o Orçamento para 2021, aprovado na semana passada, continua sendo um ponto de preocupação e que investidores devem ter cautela neste momento. O Orçamento foi criticado por subestimar despesas e cortar gastos obrigatórios para destinar o dinheiro a emendas parlamentares.

Veja abaixo as análises sobre como a reforma ministerial pode impactar o bolso de investidores.