PUBLICIDADE
IPCA
1,16 Set.2021
Topo

Fundo de criptomoedas alcança R$ 1 bilhão na Bolsa em uma semana

Conteúdo exclusivo para assinantes

Roberto de Lira

Colaboração para o UOL, em São Paulo

04/05/2021 16h31

O HASH11, primeiro fundo de índice (ETF) lastreado em criptomoedas negociado na Bolsa brasileira atingiu patrimônio de R$ 1 bilhão apenas uma semana pós seu lançamento. Com isso, tornou-se o terceiro maior ETF listado na B3, com mais de 61,5 mil cotistas.

O fundo "espelha" o desempenho do Nasdaq Crypto Index (NCI), índice desenvolvido em conjunto pela gestora brasileira Hashdex e pela Nasdaq. Além das conhecidas criptomoedas bitcoin e ethereum, o ETF inclui outros ativos como stellar, litecoin, bitcoin cash e chainlink.

Essas "moedas" não existem na forma física. São registros digitais que não dependem de bancos para sua custódia ou verificação das transações e que são protegidos por mecanismos de criptografia avançada. Entenda o que dizem os analistas sobre o fundo.

Brasileiros têm mais interesse em criptomoedas

O acesso a esse tipo de ativo por um número cada vez maior de investidores brasileiros é a grande contribuição do ETF para o mercado, afirma Marcelo Sampaio, CEO da Hashdex.

Os números desta primeira semana são um indicativo de que os investidores brasileiros buscavam ter mais essa forma de acessar os criptoativos. Em pouco tempo, o HASH11 apresentou para o mercado uma solução segura e simplificada que deve crescer ainda mais nos próximos meses.
Marcelo Sampaio

O analista da Guide Investimentos, Henrique Esteter, concorda que o HASH11 é um ETF interessante para os investidores, e lembra que várias empresas internacionais já aceitam trabalhar com criptomoedas.

A gente tem obtido um avanço aqui no Brasil tanto na classe dos ETF como na classe das criptomoedas. Ele abre as portas para que esse mercado seja de acesso fácil para as pessoas, e com potencial de crescimento infinito.
Henrique Esteter

Esteter afirma, ainda, que a vantagem do ETF é a diversificação numa cesta de criptoativos.

Se fala muito em bitcoin, mas o ethereum é a tecnologia mais promissora dentro desse mercado. A moeda de troca será bitcoin, mas a tecnologia será ethereum, e outras criptomoedas podem ser importantes no futuro por diferentes aspectos.
Henrique Esteter

As cotas do ETF, que estrearam negociadas a R$ 47,20, estavam cotadas a R$ 53,83 nesta tarde.

Este material é exclusivamente informativo, e não recomendação de investimento. Aplicações de risco estão sujeitas a perdas. Rentabilidade do passado não garante rentabilidade futura.

PUBLICIDADE