PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Quer se proteger da alta da conta de luz? Veja opções de investimentos

Conteúdo exclusivo para assinantes

Colaboração para o UOL, em São Paulo

24/09/2021 04h00

Com o aumento da conta de luz, é possível escolher investimentos para se proteger desse aumento? No Papo com Especialista, programa semanal e ao vivo do UOL, o economista César Esperandio explicou que investimentos em renda fixa, como Tesouro Direto e CDB, são indicados para isso.

Entenda abaixo os motivos e se existem outras opções mais rentáveis. O Papo com Especialista é um tira-dúvidas sobre investimentos exclusivo para assinantes e é transmitido toda quinta-feira, às 15h.

Renda fixa está pagando juros mais altos

Segundo Esperandio, por conta de toda uma conjunta econômica (inflação em alta, juros e risco Brasil subindo, etc.), os investidores estão exigindo um prêmio mais alto para investir no país —ou seja, eles querem receber mais juros.

Para quem quer se proteger do aumento dos preços em geral, e não apenas da alta da conta de luz, a renda fixa pode ser uma oportunidade.

No Tesouro Direto, por exemplo, os novos títulos emitidos já estão pagando juros mais altos. "Não só a taxa Selic está subindo, como também o bônus acima da Selic está subindo", afirmou.

Esperandio disse que a rentabilidade de alguns títulos de Tesouro Prefixado já passou de 10%; os títulos de Tesouro IPCA também tiveram aumento na rentabilidade do bônus acima da inflação. "A gente já está beirando os 5% de bônus acima do IPCA", disse.

A renda fixa privada, como CDBs, debêntures e letras financeiras (LCAs e LCIs), também registra esse aumento nos juros prometidos aos investidores.

"A renda fixa é indicada, sim, principalmente se você tiver olhando para o médio e longo prazo", afirmou o economista.

Vale ressaltar que as condições de investimentos citadas no vídeo são referentes ao dia 2 de setembro. As taxas podem variar de um dia para o outro.

É um bom momento para investir na Bolsa?

No programa, Esperandio explicou os motivos que fizeram a Bolsa de Valores brasileira "andar para trás" no acumulado do ano, como ameaças contra a democracia e reformas emperradas no Congresso, entre outros.

Apesar disso, disse o economista, não é um mau momento para investir na Bolsa.

"Pode ser até uma oportunidade de você comprar umas ações descontadas, mas não vale apostar em qualquer ação. É preciso verificar se a empresa tem boas perspectivas. Você tem que investir com critério e pode fazer bons negócios na Bolsa", disse ele, que também é do canal Econoweek.

Investir sempre

Esperandio disse que vale investir em qualquer cenário, mas é preciso escolher direito os ativos antes de investir. "Investir sempre, mesmo que de pouquinho em pouquinho", afirmou.

Para ele, apesar de a conjunta brasileira ser desfavorável, você tem que se proteger de alguma forma, "e uma delas é investir".

Papo com Especialista é toda quinta-feira

O programa Papo com Especialista é transmitido às quintas-feiras, das 15h às 16h, na página inicial do UOL, no UOL Economia e na página de Investimentos, e é exclusivo para assinantes. Reveja programas anteriores aqui.

Você pode enviar perguntas ao Papo pelo e-mail uoleconomiafinancas@uol.com.br —elas podem ser respondidas no programa.

Quer investir melhor? Receba dicas em seu email

Você quer aprender a ganhar dinheiro com segurança em investimentos no curto, médio e longo prazo, mesmo que nunca tenha investido?

A página de investimentos do UOL tem uma newsletter gratuita que o ajuda nesse objetivo. Ao assinar, você recebe todos os dias, antes da abertura da Bolsa, uma análise do mercado feita pelo analista Felipe Bevilacqua, da casa Levante Ideias de Investimentos. Com essa newsletter, você vai aprender a investir e entender o que está acontecendo com o mercado.

Além da newsletter diária, você também recebe, semanalmente, uma análise sobre investimentos, com dicas sobre como aplicar melhor e com segurança seu dinheiro. Para assinar a newsletter gratuita de investimentos do UOL, é só clicar aqui.

Tem dúvidas sobre ações, fundos e outros investimentos da Bolsa? Envia sua pergunta para duvidasparceiro@uol.com.br.

Este material é exclusivamente informativo, e não recomendação de investimento. Aplicações de risco estão sujeitas a perdas. Rentabilidade do passado não garante rentabilidade futura.

PUBLICIDADE