PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Empregos no Brasil e mais 6 temas que podem movimentar a Bolsa hoje

Conteúdo exclusivo para assinantes

Carol Paiffer

Colaboração para o UOL, em São Paulo

29/09/2021 04h00

Confira no Café com Mercado, do UOL, sete notícias que devem movimentar a Bolsa nesta quarta-feira (29) e uma empresa para ficar de olho.

1) Emprego no Brasil - Nesta quarta-feira (29), o Ministério do Trabalho e Previdência Social divulga os dados do Caged, sobre empregos e desempregos no país referentes a agosto.

Os dados indicam o aquecimento da economia brasileira, além de permitir traçar perspectivas para o poder de compra da população nas próximas semanas e, por isso, é alvo de grande atenção dos investidores.

2) Petrobras - Na terça-feira (28), a Petrobras anunciou aumento de quase 9% no preço do diesel nas refinarias a partir de hoje.

O anúncio provocou algumas reações.

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), criticou o anúncio e afirmou que o diretor da companhia, Cláudio Mastella, é "bem pago" para procurar soluções.

O aumento fez as ações ordinárias da Petrobras (PETR3) caírem 0,86% na sessão de ontem da Bolsa.

Nesta quarta (29), a Câmara deverá discutir alternativas para conter o aumento dos preços do combustível e do gás de cozinha.

A Petrobras tem forte peso no Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores, e os investidores devem continuar atentos aos passos da companhia.

3) CPI da Covid - Na sessão de hoje, a CPI deve ouvir o depoimento do empresário Luciano Hang, dono da rede de lojas Havan e forte apoiador do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

A comissão quer esclarecer a suposta participação do empresário em um comitê extraoficial que aconselhava o presidente nas medidas de enfrentamento da pandemia, como o incentivo a tratamentos não comprovados.

O depoimento pode movimentar o mercado nesta quarta-feira (29).

4) Inflação do aluguel - O IGP-M de setembro, indicador de inflação utilizado no reajuste de aluguéis, será divulgado nesta quarta-feira (29) pela FGV.

O dado pode ser usado para medir o aquecimento do setor imobiliário e também ajuda a prever a atividade econômica brasileira, uma vez que afeta diretamente o poder de compra da população.

5) Comércio e serviços - A FGV também divulga nesta quarta-feira (29) as sondagens dos setores de comércio e serviços. Os estudos mostram o desempenho dos setores no último mês e também dão perspectivas sobre contratações e faturamento nos meses seguintes.

Os setores de comércio e serviço têm forte impacto na economia, são grandes geradores de emprego e, por isso, os dados podem afetar as ações das empresas desses setores hoje.

6) Estatísticas fiscais - O Banco Central divulga às 9h30 a arrecadação tributária do governo e a dívida do país no mês de agosto.

A publicação permite que o mercado identifique a saúde financeira da máquina pública. Os dados podem alterar a confiança do investidor no país e, por isso, deve balançar a Bolsa hoje.

7) Petróleo - Na agenda internacional, os EUA divulgam nesta quarta-feira (29) o relatório de estoques de petróleo no país.

Como a Petrobras (PETR3) segue a cotação do petróleo norte-americano, a divulgação do relatório pode afetar diretamente as ações da empresa.

Fique de Olho

O Fique de Olho de hoje vem da casa de análises Recomenda Ações, que traz a Vale (VALE3), uma das maiores mineradoras do mundo.

As ações da empresa passaram por forte queda nas últimas semanas, após medidas do governo chinês para controlar o preço do minério de ferro.

Segundo os analistas da casa, a Vale (VALE3) agora se encontra em uma região de preço atrativo.

A empresa anunciou o pagamento de R$ 40 bilhões em dividendos para os investidores, em torno de R$ 8,20 por ação.

O programa Café com Mercado é apresentado pela fundadora e presidente da Atom S.A., Carol Paiffer.

Conheça os recursos do serviço de orientação financeira da página de Investimentos do UOL, para quem quer investir melhor.

Entre no grupo UOL Investimentos e receba notícias de investimento no WhatsApp.

Tem alguma dúvida ou sugestão? Fale com a gente: uoleconomiafinancas@uol.com.br

Este material é exclusivamente informativo, e não recomendação de investimento. Aplicações de risco estão sujeitas a perdas. Rentabilidade do passado não garante rentabilidade futura.

PUBLICIDADE