PUBLICIDADE
IPCA
1,25 Out.2021
Topo

Precatórios, juros e mais 6 temas que podem mexer com a Bolsa nesta semana

Conteúdo exclusivo para assinantes

Carol Paiffer

Colaboração para o UOL, em São Paulo

25/10/2021 04h00

Confira no Café com Mercado, do UOL, oito notícias que podem afetar a Bolsa nesta semana.

1) Precatórios - Na última semana, foi aprovada em comissão especial da Câmara dos Deputados a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que permite o parcelamento dos precatórios e altera o cálculo do teto de gastos.

A PEC abre caminho para o pagamento do Auxílio Brasil, programa que substituirá o Bolsa Família.

Na semana passada, a manobra que altera o cálculo do teto e que foi incluída na proposta não foi bem aceita pelo mercado, e fez o Ibovespa fechar a semana com forte baixa de 7,28%, enquanto o dólar disparou 3,16% na semana.

A votação no plenário da Câmara deve acontecer nos próximos dias, e o assunto deve continuar mexendo com a confiança dos investidores.

2) Novo secretário do Tesouro - Também na semana passada, o ministro da Economia, Paulo Guedes, anunciou o nome do ex-ministro do Planejamento, Esteves Colnago, para substituir o nome de Bruno Funchal na secretaria do Tesouro e Orçamento.

Funchal e mais três secretários pediram demissão de seus cargos após a manobra do governo para aumentar o teto de gastos em 2022.

As medidas do governo para responder às fortes críticas da semana passada e os novos nomes anunciados devem movimentar a Bolsa hoje e nos próximos dias.

3) Greve dos caminhoneiros - Na última segunda-feira (18), o presidente da Abrava (Associação Brasileira de Condutores de Veículos Automotores), Wallace Landim, conhecido como Chorão, afirmou que os caminhoneiros devem entrar em greve a partir do dia 1º de novembro, caso o governo não tome medidas concretas para combater o aumento do preço do diesel.

Para tentar acalmar os ânimos, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou que criará uma Bolsa de R$ 400 para mais de 750 mil caminhoneiros, mas a medida não agradou a classe, que a chamou de "esmola".

Na sexta (22), Carlos Alberto Litti Dahmer, diretor da CNTTL (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes e Logística), disse, em entrevista ao UOL News, que a greve dos caminhoneiros do dia 1º de novembro está mantida, caso o governo não faça algo em prol do setor.

O governo deve se reunir com representantes do movimento ainda nesta semana. Por isso, a Bolsa pode responder ao assunto nos próximos dias.

4) Juros no Brasil - Outro assunto que está no radar dos investidores nesta semana é a nova taxa básica de juros, a Selic, que deve ser anunciada pelo Copom (Comitê de Política Monetária), do Banco Central, nesta quarta-feira (27).

A expectativa do mercado era de aumento de 1 ponto percentual. Contudo, após os acontecimentos da última semana, há projeções de alta de até 1,5 ponto porcentual na taxa, que hoje está em 6,25% ao ano.

5) Resultados - Na temporada de divulgação de balanços referentes ao terceiro trimestre do ano, hoje é a vez de TIM (TIMS3), EcoRodovias (ECOR3) e EDP Brasil (ENBR3) publicarem seus resultados.

A expectativa pelo anúncio deve movimentar as ações das companhias hoje.

6) Consumidor - No Brasil, a FGV publica sondagem que traz as expectativas do consumidor em relação à economia brasileira.

Como a confiança na economia é fator decisivo para o consumo, o dado pode afetar o mercado e movimentar ações de empresas de produtos e serviços.

7) Crédito no Brasil - Nesta segunda (25), o Banco Central divulga o volume de crédito concedido para pessoas físicas e jurídicas, além dos dados sobre os juros praticados para várias modalidades de crédito.

Os dados indicam como está a capacidade de renda das pessoas e empresas, e é termômetro da economia real —aquela que afeta diretamente as pessoas.

8) Focus - Como acontece toda segunda-feira, o Banco Central divulga o Boletim Focus. O relatório apresenta as perspectivas do mercado financeiro sobre indicadores importantes para a economia, como a taxa básica de juros, a evolução do PIB, inflação e câmbio.

O relatório é utilizado pelos investidores como base para a tomada de decisão sobre seus investimentos e, por isso, pode afetar o mercado nesta segunda (25).

O programa Café com Mercado é apresentado pela fundadora e presidente da Atom S.A., Carol Paiffer.

Conheça os recursos do serviço de orientação financeira da página de Investimentos do UOL, para quem quer investir melhor.

Entre no grupo UOL Investimentos e receba notícias de investimento no WhatsApp.

Tem alguma dúvida ou sugestão? Fale com a gente: uoleconomiafinancas@uol.com.br

Este material é exclusivamente informativo, e não recomendação de investimento. Aplicações de risco estão sujeitas a perdas. Rentabilidade do passado não garante rentabilidade futura.

PUBLICIDADE