PUBLICIDADE
IPCA
1,25 Out.2021
Topo

Greve dos caminhoneiros e mais 3 temas que podem mexer com a Bolsa

Conteúdo exclusivo para assinantes

Carol Paiffer

Colaboração para o UOL, em São Paulo

19/10/2021 04h00

Veja no Café com Mercado, do UOL, quatro assuntos que devem movimentar a Bolsa nesta terça-feira (19).

1) Greve dos caminhoneiros - Nos últimos dias esquentou o embate entre caminhoneiros e a política de preços da Petrobras. Na segunda (18), o presidente da Abrava (Associação Brasileira de Condutores de Veículos Automotores), Wallace Landim, conhecido como Chorão, afirmou que o governo de Jair Bolsonaro (sem partido) tem 15 dias para escolher entre os acionistas da Petrobras ou os caminhoneiros.

Na pauta de reivindicações, estão itens como o cumprimento do valor mínimo do frete rodoviário, a aposentadoria especial para a categoria —aos 25 anos de trabalho— e a mudança na política de preços da Petrobras para reduzir o preço do diesel.

Caso não haja uma resposta do governo, a categoria promete uma greve geral a partir de 1º de novembro.

O assunto entrou no radar do mercado, que pode responder a este embate nos próximos dias.

2) Auxílio emergencial - Outro assunto que entrou no radar nesta semana é uma possível extensão do auxílio emergencial, que já estava praticamente descartada pelo governo.

Contudo, na segunda (18), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou em evento que a extensão e o novo valor foram definidos no último sábado (16) com o ministro da Economia, Paulo Guedes.

Segundo o presidente, nesta semana devem ser resolvidos os detalhes da ampliação do programa.

Como o tema envolve as contas públicas, ele entrou no radar do mercado e pode movimentar a Bolsa nesta terça-feira (19).

3) Precatórios - Nesta terça-feira (19), a PEC que permite o parcelamento dos precatórios deve ser votada na comissão especial da Câmara dos Deputados que analisa o assunto.

O mercado está de olho na proposta, pois ela é considerada essencial para liberar espaço no orçamento para a criação do novo Bolsa Família.

Por outro lado, o mercado teme que o projeto abra espaço para calote do governo e seja uma maneira "criativa" de desrespeitar o teto de gastos do país. Por isso, os investidores devem ficar de olho nesse tema hoje.

4) Juros nos EUA - Nesta terça-feira (19), um dos membros do Fed (Banco Central norte-americano) deve fazer um discurso para tratar sobre a política monetária do país e dar perspectivas sobre a economia dos EUA.

Como se trata da maior potência mundial, a fala interfere diretamente na decisão de investidores internacionais e pode movimentar a Bolsa por aqui também.

O programa Café com Mercado é apresentado pela fundadora e presidente da Atom S.A., Carol Paiffer.

Conheça os recursos do serviço de orientação financeira da página de Investimentos do UOL, para quem quer investir melhor.

Entre no grupo UOL Investimentos e receba notícias de investimento no WhatsApp.

Tem alguma dúvida ou sugestão? Fale com a gente: uoleconomiafinancas@uol.com.br

Este material é exclusivamente informativo, e não recomendação de investimento. Aplicações de risco estão sujeitas a perdas. Rentabilidade do passado não garante rentabilidade futura.

PUBLICIDADE