PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Tesouro Direto envia extrato das suas aplicações todo mês: veja como checar

Conteúdo exclusivo para assinantes

Colaboração para o UOL, em São Paulo

30/09/2021 04h00

Você pode não ter percebido, mas todos os meses o Tesouro Direto envia para o seu e-mail o extrato das suas aplicações em títulos públicos. Se você não quer esperar, contudo, é possível checar seus investimentos de outra forma. No Papo com Especialista, programa semanal e ao vivo do UOL, o economista César Esperandio mostra como fazer isso.

Segundo ele, existem duas formas de checar seus investimentos no Tesouro. Veja abaixo quais são elas e assista ao trecho do programa. O Papo com Especialista é um tira-dúvidas sobre investimentos exclusivo para assinantes e é transmitido toda quinta-feira, às 15h.

Extrato traz informações de cada aplicação

Você pode checar seus investimentos em títulos públicos de duas formas: na plataforma do Tesouro Direto ou no aplicativo da sua corretora.

Na plataforma do Tesouro Direto, você precisa, primeiro, fazer o login aqui e clicar nos seus investimentos.

"Você consegue visualizar todas as suas aplicações, separadas por corretoras. Daí você pode clicar em extrato para ver detalhes de cada uma delas", disse Esperandio, que também é do canal Econoweek.

No extrato, é possível ver valor investido, valor bruto, valor líquido, quantidade de títulos adquiridos, entre outras informações. "Tudo é muito transparente", disse.

Outra opção é acompanhar suas aplicações pela plataforma da sua corretora, via site ou aplicativo. O caminho é muito parecido: basta você fazer o login e encontrar "extrato", "seus investimentos", "sua carteira" —cada corretora escreve de um jeito.

Se você criou um cadastro na plataforma do Tesouro Direto, o sistema envia, todo mês, um lembrete para que você acesse o seu extrato e veja como estão suas aplicações.

É preciso ter conta em corretora de valores

No programa, Esperandio explicou que, para investir no Tesouro Direto ou em qualquer outro ativo, você precisa ter conta aberta em alguma corretora de valores.

"Pode ser até pela corretora do seu banco, desde que ela não cobre nenhuma taxa adicional por isso", disse. Hoje, grande parte das corretoras e dos bancos isenta os investidores de taxa para investimentos no Tesouro Direto.

Segundo ele, os bancos não têm, necessariamente, todas as opções de investimentos que você encontra nas corretoras independentes.

"Isso tem mudado. Os bancões têm se modernizado, têm oferecido mais opções de investimentos, além dos produtos do próprio banco. Mas a tendência é você encontrar mais opções de investimentos nas corretoras independentes", afirmou.

Papo com Especialista é toda quinta-feira

O programa Papo com Especialista é transmitido às quintas-feiras, das 15h às 16h, na página inicial do UOL, no UOL Economia e na página de Investimentos, e é exclusivo para assinantes. Reveja programas anteriores aqui.

Você pode enviar perguntas ao Papo pelo e-mail uoleconomiafinancas@uol.com.br —elas podem ser respondidas no programa.

Quer investir melhor? Receba dicas em seu email

Você quer aprender a ganhar dinheiro com segurança em investimentos no curto, médio e longo prazo, mesmo que nunca tenha investido?

A página de investimentos do UOL tem uma newsletter gratuita que o ajuda nesse objetivo. Ao assinar, você recebe todos os dias, antes da abertura da Bolsa, uma análise do mercado feita pelo analista Felipe Bevilacqua, da casa Levante Ideias de Investimentos. Com essa newsletter, você vai aprender a investir e entender o que está acontecendo com o mercado.

Além da newsletter diária, você também recebe, semanalmente, uma análise sobre investimentos, com dicas sobre como aplicar melhor e com segurança seu dinheiro. Para assinar a newsletter gratuita de investimentos do UOL, é só clicar aqui.

Tem dúvidas sobre ações, fundos e outros investimentos da Bolsa? Envia sua pergunta para duvidasparceiro@uol.com.br.

Este material é exclusivamente informativo, e não recomendação de investimento. Aplicações de risco estão sujeitas a perdas. Rentabilidade do passado não garante rentabilidade futura.

PUBLICIDADE