PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Ex-BBB Paulinha diz que comprará ações com R$ 35 mil da loteria; é uma boa?

A ex-BBB Paulinha Leite diz que pretende investir prêmio de R$ 35 mil na Bolsa - Reprodução/Instagram
A ex-BBB Paulinha Leite diz que pretende investir prêmio de R$ 35 mil na Bolsa Imagem: Reprodução/Instagram
Conteúdo exclusivo para assinantes

Luciana Cavalcante

Colaboração para o UOL, em Belém

25/03/2022 17h19

A ex-BBB Paulinha Leite declarou, em entrevista ao UOL, que pretende comprar ações com os R$ 35 mil que ela afirma ter ganhado ao acertar a quina da Mega-Sena sorteada no sábado (19).

A Bolsa caiu 11,93% no ano passado, mas já acumula alta de 14% neste ano. Será que vale a pena investir em ações nesse momento? Se sim, quais seriam os melhores setores da Bolsa de Valores para apostar no cenário atual?

É hora de investir em ações?

Para a analista de investimentos da Rico Paula Zogbi, o cenário econômico atual é positivo para Paulinha Leite e demais interessados investirem em ações brasileiras. O destaque é o setor de commodities, ou seja, empresas focadas em matérias-primas —como, por exemplo, petróleo, minério de ferro, milho e soja. Além de o segmento abrigar algumas das maiores companhias do Brasil, seus papéis estão baratos.

A Bolsa e as ações [de empresas de commodities] estão baratas em relação à média histórica. O lucro projetado para elas cresceu bastante com a alta [dos preços] de commodities.
Paula Zogbi, analista de investimentos da Rico

A guerra entre Rússia e Ucrânia favoreceu as aplicações em ações. "A guerra acabou trazendo mais investidores para o Brasil. Os estrangeiros começaram a se direcionar mais para países emergentes e exportadores de commodities, menos a Rússia. Passaram a ver o Brasil como um dos emergentes mais seguros para investir, apesar de ser um ano eleitoral, estando a Bolsa sujeita à volatilidade [oscilação] por conta disso", afirma Zogbi.

Melhor investir o dinheiro também em outras coisas

Para investir em ações, segundo Zogbi, é importante ter uma carteira de investimentos diversificada. Ela recomenda que Paulinha não invista somente na Bolsa, mas aplique o prêmio em diferentes tipos de ativos para proteger seu patrimônio.

A analista declara que a escolha por um ou outro produto de investimento deve estar alinhada com o perfil de cada investidor e seu interesse de exposição a maior ou menor risco.

Ela cita alguns ativos que também podem fazer parte da carteira da ex-BBB, que, devido ao plano de comprar ações, parece ter um perfil mais disposto a correr riscos: renda fixa, fundos multimercados e investimentos alternativos, como criptomoedas.

"Todos [os tipos de investimento] têm algum nível de risco, sendo a renda fixa com menor [risco de perdas], desde que o investidor mantenha a operação até o vencimento. [A renda fixa] pós-fixada tem menor risco; a prefixada e a indexada à inflação apresentam um pouco mais de risco se você retirar o dinheiro no curto prazo. O ideal é resgatar só no vencimento do título", diz.

Para ela, o ideal é que Paulinha —e todos que querem investir— montem sua carteira diversificada aos poucos, com ativos menos arriscados.

"[O ideal] é fazer um planejamento para se adequar ao que é recomendado para o seu perfil de investidor. Para quem está começando, é importante pesquisar informações e até contratar uma assessoria financeira", afirma.

Este material é exclusivamente informativo, e não recomendação de investimento. Aplicações de risco estão sujeitas a perdas. Rentabilidade do passado não garante rentabilidade futura.