PUBLICIDADE
IPCA
-0,31 Abr.2020
Topo

Não cumpriu suas promessas durante 2019? Saiba como mudar isso em 2020

Getty Images
Imagem: Getty Images
Reinaldo Polito

Autor de 31 livros que venderam mais de 1 milhão de exemplares, dá dicas de expressão verbal para turbinar sua carreira.

27/12/2019 04h00

Está na hora de mudar. Ano novo, vida nova. É o momento de fazer planos, trazer mudanças para a nossa vida, ampliar nosso estoque de esperanças e ser feliz. Se você for como a maioria, vai considerar que este ano foi mesmo de amargar. As coisas não rolaram do jeito esperado, e o que não faltou foram surpresas, nem sempre agradáveis, para nos tirar dos rumos planejados ou da tão almejada alegria de viver.

Emprego perdido, separações, brigas, falta de dinheiro... A lista poderia ser bem longa. E, mesmo admitindo que também houve fatos positivos, é preciso reconhecer que o impacto dos negativos acaba nos consumindo. Daí a importância de novas atitudes, novos projetos e novas resoluções. Vai começar um novo ano, e as esperanças se renovam. Portanto, bloco de anotações do smartphone ativado para registrar as novas intenções. Vamos lá.

Por que muitas resoluções não se realizam?

Ops, emagrecer e fazer curso de inglês já não fizeram parte da história do ano que passou? Tudo bem, pode repetir. Afinal, se prometeu e não cumpriu, essa é uma conquista pendente.

Reparou que os itens não mudam muito? Entra ano, sai ano, e os mesmos desejos se renovam. Mas, se estava tão disposto a mudar, por que o projeto não foi concretizado?

Podemos pensar em pelo menos dois motivos: o primeiro é não ter iniciado a realização do plano. Como poderia ter concluído o curso de inglês se nem fez matrícula na escola? O segundo é desejar resultados diferentes fazendo tudo do mesmo jeito. Talvez este último seja o mais frustrante; você faz, mas não atinge os objetivos previstos.

O psicoterapeuta Flávio Gikovate, ao discutir sobre o papel das pequenas resoluções em nossas vidas, nos fala a respeito do papel da disciplina. Ele afirma: "Disciplina, na minha opinião, é a capacidade que permite à razão ser mais forte e vencer nossas vontades e nossa preguiça".

A consequência natural para quem se propõe um objetivo e tem disciplina e força de vontade para realizá-lo, continua Gikovate, é uma autoestima maior, mais robusta, e uma autoconfiança valiosíssima para o bem-estar.

Que tal começar já?

Por que esperar o ano novo para começar? Que tal aproveitar já os sentimentos elevados das festas natalinas para dar início a algumas resoluções importantes? Como vimos, você precisará de disciplina, determinação, humildade e, em alguns casos, muita solidariedade.

Não adie algumas decisões que, embora sejam aparentemente simples, são das mais importantes para atingir elevados graus de felicidade, como, por exemplo, procurar maior aproximação com as pessoas que mais ama.

Com certeza você já se perguntou por que é tão difícil se entender bem com as pessoas, falar livremente sem grandes problemas, demonstrando sua consideração e seu afeto. Como isso se resolve?

Primeiro, temos de levar em consideração que partimos do nosso jeito de ser, de sentir e de pensar para nos comunicarmos com o outro, um ser diferente de nós. Achamos que ele irá compreender tudo —palavras, atitudes, emoções— exatamente como temos em nossa mente e em nosso coração, o que acaba por levar a distorções de sentido, a mal-entendidos difíceis de serem explicados e, até, a agressões. Se respeitar essas diferenças, a aproximação será mais tranquila.

Se você resolver dar esse passo, mas estiver distante demais dessas pessoas, vá de leve. Nada de fazer sermão ou cobrar mudanças de conduta. Aproxime-se apenas para conversar, se divertir, contar umas piadas e rir sem reservas. Você conhece bem o pessoal da sua família e sabe quais são as características de cada um.

Respeite o jeito de ser de cada um

Para conviver bem, esse cuidado é essencial. Uns são mais diretos e objetivos, outros preferem explicar os fatos com detalhes e pormenores, e há ainda os que são mais explícitos em seus afetos, e os que se escondem atrás de uma couraça protetora de indiferença. Enfim, são pessoas diferentes e que possuem maneiras próprias de se relacionar. Aí é que está o segredo da boa comunicação —falar de acordo com a personalidade e o jeito de ser de cada um.

Não espere para pensar nas pessoas da família apenas quando ficarem doentes, estiverem distantes ou morrerem. Não! Aproxime-se delas agora, e faça do bom relacionamento com elas a base da sua disposição para viver bem. Como eu disse, dá trabalho, exige dedicação, mas os resultados são muito compensadores.

E mais: além de melhorar o relacionamento e tornar o ambiente mais agradável, é também um excelente exercício de comunicação, que será útil em todas as circunstâncias da vida. Não se esqueça de que o mundo será dominado pela tecnologia, mas nada poderá superar a capacidade de o ser humano saber interagir e se relacionar.

E as resoluções do ano novo?

Ah, o bloco de anotações estava pronto para receber os novos projetos de vida. Está bem, ponha nele o que desejar. Faça apenas planos viáveis, que possam mesmo ser concretizados. Planos muito arrojados podem ser frustrantes, pois dificilmente poderão ser atingidos. Um passo de cada vez.

Não importa o que esteja planejando para a sua vida. O importante é que se dedique a cumprir suas resoluções. Ainda que alguns pontos fiquem pendentes, não haverá problema, pois a sua consciência estará tranquila por ter feito tudo o que podia. Essa sensação de ter planejado e realizado dá ainda mais motivação para a vida.

Quanto aos infortúnios, eles continuarão ocorrendo. Fazem parte da nossa vida. Temos de encará-los com serenidade e resiliência, e fazer de cada fato uma nova oportunidade de aprendizado e experiência.

Que tenha um feliz Natal, e que seus planos para o próximo ano sejam realizados.

Superdicas da semana

  • A maioria de seus planos dependerá apenas de você para ser atingida
  • Faça vários planos modestos, para que possa realizar a maioria deles
  • As pessoas a quem amamos estão à nossa volta, aguardando um pouco mais de atenção
  • Faça planos e fique de olho para saber o momento de modificá-los

Livros de minha autoria que ajudam a refletir sobre esse tema: "29 Minutos para Falar Bem em Público", publicado pela Editora Sextante. "Como falar de improviso e outras técnicas de apresentação", "Oratória para advogados", "Assim é que se Fala", "Conquistar e Influenciar para se Dar Bem com as Pessoas" e "Como Falar Corretamente e sem Inibições", publicados pela Editora Saraiva. "Oratória para líderes religiosos", publicado pela Editora Planeta.

Siga no Instagram: @polito
Siga pelo facebook.com/reinaldopolito
Pergunte para saber mais contatos@polito.com.br

Reinaldo Polito