PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

Descomplique

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Cortar cafezinho e outras dicas furadas para cuidar das suas finanças

Getty Images
Imagem: Getty Images
Júlia Mendonça

Júlia Mendonça é formada em comércio exterior pela Universidade Positivo. Atuou como planejadora financeira entre 2015 e 2018. Especialista em orientação e planejamento financeiro pessoal, é coach e consultora de finanças, pós-graduada em investimentos, finanças e banking. É influenciadora digital no nicho de finanças e investimentos em um dos maiores canais do assunto na área do Brasil.

29/03/2021 04h00

Você com certeza já ouviu em algum momento da sua vida que são os pequenos gastos do dia a dia que são capazes de fazer um buraco no seu orçamento e posteriormente levá-lo às dívidas. É só fazer os cálculos. Se você paga R$ 3 em um cafezinho, se tomar 30 deles ao longo do mês, está gastando R$ 90 com esse item. Se quer economizar, é só cortar o café.

Pequenos gastos

Extrapolando para outros gastos da nossa vida, é fácil perceber que temos vários pequenos desses gastos ao longo dos dias, que no final do mês se transformam em um valor grande. Apesar de parecer bastante lógico usar dessa solução para sair do sufoco e começar a cuidar das finanças, ela está longe de ser a melhor e mais efetiva para o longo prazo, isso porque ninguém gosta de se privar dos pequenos prazeres do dia a dia. Cortar os pequenos gastos e cuidar do dinheiro passa a ser um martírio, mais do que um benefício.

A solução, neste caso, é procurar cortar gastos que pouco fazem diferença em nossa vida, mas que têm um impacto grande no final do mês. Por exemplo: a conta de luz, a conta de água, as compras básicas do mercado, a conta de telefone e internet, dívidas e outras despesas que são essenciais em nossa vida, mas que podemos reduzir.

Grande diferença

Uma diminuição de R$ 30 na sua conta de telefone tem um impacto grande em seu orçamento, já que ao longo de um ano esse corte representa R$ 360 de economia para o seu bolso.

Juntando com outras despesas, é fácil perceber que o impacto de uma reforma completa nos seus gastos essenciais pode transformar sua vida financeira imediatamente. O melhor de tudo isso é você não se sente mal ou triste por economizar dessa forma. Trocar um sabão em pó no mercado por uma marca mais barata pouco vai afetar sua qualidade de vida.

Outras negociações

Algumas dicas podem facilitar muito a sua vida na hora de fazer esses cortes. Operadoras de telefonia conseguem negociar pacotes mais baratos para quem deseja migrar de prestadora de serviço. TVs por assinatura oferecem desconto se você manifesta a vontade de parar com o serviço. Negocie caronas com seus colegas para chegar ao serviço.

Tenho certeza de que se você procurar bem no seu dia a dia vai encontrar diversas maneiras de diminuir gastos recorrentes e que têm pouco impacto em seu padrão de vida. Comece sempre por eles quando organizar suas finanças.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL