Bolsas

Câmbio

Produtora fatura R$ 420 mil com vídeo, foto e transmissão de parto via web

Sergio Kapustan

Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação

    Foto produzida pela Publivídeo, empresa especializada em books e vídeos de partos

    Foto produzida pela Publivídeo, empresa especializada em books e vídeos de partos

Transmissão do nascimento do bebê em tempo real pela internet ou na sala de espera do hospital, filmagem e fotografias são alguns dos serviços oferecidos por empresas especializadas na produção de vídeos de partos. Algumas companhias chegam a faturar até R$ 420 mil por mês.

A maior parte do lucro dessas empresas vem da negociação com os hospitais, que pagam pelo serviço de vídeo para agradar aos clientes, segundo as produtoras. Se desejarem uma cópia da gravação, os pais desembolsarão em torno de R$ 50 por um DVD. Um álbum com até 70 fotos pode custar R$ 350. 

O serviço de transmissão online em tempo real é oferecido, na capital de São Paulo, pela Publivídeo, que está no mercado desde 1992. A produtora atua na unidade do Itaim Bibi do Hospital e Maternidade São Luiz, zona sul da capital paulista. A transmissão dura de 12 a 15 minutos.

A produtora também oferece o serviço para casais que desejam filmar ou transmitir o parto pela internet, mas o hospital onde a gestante está internada não dispõe desse tipo de assessoria.

De acordo com o diretor da empresa, Paulo Gomes, 51, para adquirir o serviço, a gestante precisa assinar um termo de adesão no ato da internação.

O acesso às imagens do centro obstetrício é feito por uma senha, entregue ao pai ou responsável no momento da internação. O código é distribuído aos familiares e amigos, que podem assistir ao parto de qualquer computador.

As imagens exibidas são os momentos da mãe com o bebê logo após o nascimento. Os apresentadores Adriane Galisteu e Otavio Mesquita são alguns dos clientes da produtora.

Produtora quer publicidade na internet

Segundo Gomes, a Publivídeo começou o projeto de transmissão pela internet no final de 2010. Em março deste ano, a empresa passou a negociar a venda de publicidade. A ideia é inserir comerciais de até 30 segundos antes do parto começar e banners de cinco segundos abaixo do vídeo durante o nascimento.

A proposta já foi apresentada para algumas agências de publicidade. O empresário afirma que investiu R$ 50 mil no novo projeto e quer ampliar o faturamento em 10%. 

A unidade Hospital e Maternidade do Itaim faz 19 partos por dia. A produtora quer apresentar a proposta para mais seis hospitais.

A Publivídeo começou no mercado com um aparelho de vídeo e duas máquinas fotográficas e hoje fatura por mês R$ 420 mil, com um lucro de R$ 105 mil.

Além de internet, a produtora oferece serviços de books fotográficos e filmagens, com preço que variam de R$ 1.290 (de 60 a 120 fotos em alta resolução) a R$ 2.750 (filme em alta resolução de três minutos personalizado).

Empresas investem em filmagem e fotos personalizadas

Com investimento inicial de R$ 9.000 (equipamento fotográfico e uma filmadora), a Baby Vídeo Produções, da capital de São Paulo, começou suas atividades 1990. Atualmente, a empresa filma de 10 a 12 partos por mês, mantém um faturamento médio de R$ 15 mil e lucro de R$ 8.000.

Segundo o proprietário da empresa, José Teixeira Filho, 38, a filmagem é editada em dois DVDs, com imagens da sala de parto, berçário e trilha sonora. A produção custa R$ 550.

Os pais podem, também, comprar um CD com até 70 fotos digitalizadas em alta resolução, que sai por R$ 350, ou um kit com livro personalizado (com as fotos impressas) e um CD com as imagens em alta resolução, que custa R$ 750.

Com produtoras em São Paulo, Curitiba e Cuiabá, a Ardisson Produções está no mercado há 16 anos.

Segundo o empresário Alex Ardisson, 41, ele iniciou a empresa sozinho com um investimento de R$ 6.000 para comprar uma filmadora e uma ilha de edição.

As três produtoras registram de 30 a 35 partos por mês e somam um faturamento mensal de R$ 150 mil a R$ 200 mil, com lucro médio de R$ 30 mil a R$ 40 mil.

Segundo Ardisson, a empresa faz o registro de imagens (foto e filme) em parceria com hospitais, que cobram uma taxa de acesso de R$ 50 a R$ 400.

Os serviços oferecidos vão desde porta-retratos (R$ 30) até um livro personalizado (80 fotos ) –do nascimento até a saída do hospital– a R$ 1.300 .

O DVD simples custa de R$ 370 a R$ 800 –blu ray (do nascimento até a saída da maternidade).

Mercado exige sensibilidade, qualidade técnica e diversificação

Do vestuário à filmagem, o mercado do recém-nascido exige do empreendedor sensibilidade, qualidade técnica e diversificação. Segundo a consultora Beatriz Micheleto, do Sebrae-SP (Serviço de Apoio à Micro e Pequena empresa), o nascimento de uma criança está ligado a emoção e sutileza. 

Os pais e familiares, segundo ela, aceitam pagar mais caro pelos serviços desde que tenham facilidades, benefícios e que as expectativas sejam cumpridas.  "Qualquer inovação exige cuidado porque a família nessa hora está muito sensível", diz a consultora.

Agregar valor ajuda a ganhar mercado

Para Beatriz Micheletto, por ser tratar de um mercado concorrido, o empreendedor deve planejar as estratégias para se diferenciar no mercado. A veiculação de propaganda, por exemplo, precisa apresentar uma linguagem adequada ao seu público e um tempo de exibição que não canse o internauta.

Divulgar comerciais e banners durante 15 minutos, por exemplo, tem pouca audiência na web. "A internet exige velocidade e o público sempre busca novidade", diz Micheletto.

Hospitais exigem treinamento e vacinas em dia

Além de qualificação técnica, a pessoa que pretende registrar partos precisa passar por um treinamento. O diretor médico do Hospital e Maternidade Santa Joana, Felipe Souza, explica que os próprios hospitais fazem o treinamento.

"O profissional de mídia precisa saber a postura e o posicionamento na sala de cirurgia para evitar transtornos à equipe médica, como atrapalhar o fluxo de pessoas e tocar em aparelhos", diz ele.

O médico afirma, também, que os hospitais exigem carteira da vacinação em dia e que a pessoa se cadastre e tenha autorização do paciente e do médico para registrar o parto.

Onde encontrar

Ardisson Produções – Rua Teixeira de Melo, 294, Tatuapé, São Paulo  (SP). Fone: (11) 3360-4002
www.ardisson.com.br

Baby Vídeo Produções – São Paulo (SP). Fone: (11) 2373-1611/94229-5546
www.babyvideoproducoes.blogspot.com.br

Publivídeo – Rua Desembargador Aguiar Valim, 216, Itaim Bibi, São Paulo (SP). Fone: (11) 3629-1829
 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos