PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

IR 2021: Este é o último fim de semana para você fazer a declaração

Prazo para entrega da declaração termina às 23h59 de segunda-feira (31) - Stefan
Prazo para entrega da declaração termina às 23h59 de segunda-feira (31) Imagem: Stefan

Colaboração para o UOL, de São Paulo

29/05/2021 04h00

Este é o último fim de semana para você fazer sua declaração do Imposto de Renda 2021. O prazo termina na segunda-feira (31), às 23h59 (pelo horário de Brasília). É arriscado deixar para a última hora porque o site da Receita Federal pode congestionar. Quem enviar o documento após o prazo terá que pagar multa de 1% sobre o imposto devido ao mês, com valor mínimo de R$ 165,74 e máximo de 20% do imposto devido

A multa pelo atraso pode ser muito maior do que você imagina. Ela é calculada sobre o imposto devido, que é diferente do imposto a pagar. Veja o guia do UOL sobre IR 2021, dividido por assuntos, para tirar mais dúvidas. Saiba como pagar menos imposto e veja 10 erros que você precisa evitar para não se complicar com a Receita. Leia a seguir um resumo do que fazer para preencher sua declaração com mais facilidade.

Veja se é obrigado a declarar

O primeiro passo antes de preencher o IR 2021 é descobrir se você é obrigado a declarar.

Quem recebeu mais de R$ 28.559,70 de renda tributável no ano passado, como salários, aposentadoria ou aluguéis, por exemplo), precisa fazer a declaração. Se você ganhou mais de R$ 40 mil em rendimentos isentos, como indenização trabalhista ou saque do FGTS, também é obrigado a declarar.

Uma novidade deste ano é o auxílio emergencial. Quem recebeu a ajuda do governo para enfrentar a pandemia, junto com outros rendimentos tributáveis acima de R$ 22.847,76, terá que fazer a declaração.

Há outras situações que obrigam fazer o Imposto de Renda. Veja aqui quais são.

Baixe o programa do IR 2021

Baixe e instale o programa de preenchimento do IR 2021 no seu computador ou celular. Você pode ver nesta matéria como baixar o programa com segurança .

Recupere a declaração do ano passado

Se você declarou no ano passado, esse arquivo ajuda no preenchimento. Se não lembra onde salvou o arquivo, veja aqui como recuperá-lo.

Abra o programa do IR 2021, clique em "Nova" declaração, selecione a opção "Iniciar importando declaração de 2020" e indique a pasta do seu computador onde o arquivo de 2020 está salvo.

É melhor modelo completo ou simplificado?

O contribuinte pode escolher entre o modelo completo ou o simplificado para preencher sua declaração. No modelo simplificado, é aplicado um desconto padrão de 20%, até o limite de R$ 16.754,34. Já o modelo completo permite utilizar as deduções legais para abater o valor do imposto a pagar ou aumentar a restituição.

Na dúvida, preencha todos os campos da declaração. No final, o programa informará a você qual é a opção mais vantajosa.

Casal deve declarar junto ou separado?

Essa decisão depende de cada situação. Leia este texto e veja qual a melhor decisão para você.

Gasto com médico e dentista reduz imposto a pagar

As despesas com médicos, dentistas e outros profissionais de saúde, exames, internações e planos de saúde podem ser usadas para reduzir o imposto que você paga ou aumentar sua restituição..

Nem todas as despesas com saúde são dedutíveis. Gastos com remédios na farmácia, por exemplo, ficam de fora. Veja aqui o que pode e o que não pode.

É preciso ter os comprovantes de gastos e guardá-los por, no mínimo, cinco anos. A Receita Federal pode investigar até esse período.

Fique atento aos reembolsos de consultas e exames feitos pelo plano de saúde. Esses valores devem ser deduzidos das despesas médicas efetivamente pagas por você, e não podem ser usados para dedução do Imposto de Renda. Peça um informe detalhado à operadora do plano.

Só declare algumas despesas com educação

A Receita Federal só aceita a dedução de despesas com mensalidades e matrícula de escolas de ensino fundamental, médio, superior, pós-graduação ou técnico.

Não vale lançar gastos com cursos extracurriculares, como inglês ou balé, nem com cursinhos preparatórios para a faculdade.

Despesas com compra de livros, uniforme ou qualquer tipo de material escolar também não são aceitas.

Além das despesas próprias com educação, você também pode abater os gastos dos dependentes ou alimentandos até o limite de R$ 3.561,50 por pessoa no ano passado.

Vai declarar pela primeira vez?

Se você esta é sua primeira declaração de IR, leia estas dicas para não errar. vai precisar dos números do seu CPF (Cadastro de Pessoa Física) e do seu título de eleitor, além dos dados residenciais e da sua profissão. Se a declaração for feita em conjunto com seu cônjuge, o programa também vai pedir o CPF dele(a).

Pegue dados de rendimentos na empresa ou INSS

O informe de rendimentos traz quanto você recebeu de salário e quanto pagou de Imposto de Renda na fonte e de INSS. A empresa manda esses dados. Se for aposentado, pegue no site do INSS. Veja aqui como fazer.

Também precisa dos comprovantes de seu cônjuge e dependentes, caso eles trabalhem ou recebam pensão e façam a declaração junto com você ou sejam seus dependentes.

Foi demitido em 2020? Pode ter que declarar

Mesmo que você esteja desempregado pode ter de declarar o IR. Leia sobre isso aqui.

Primeira parcela do imposto deve ser paga até dia 31

O prazo para pagamento da primeira parcela ou da parcela única para quem tem imposto a pagar é o mesmo da entrega da declaração: 31 de maio.

Se você tiver imposto a pagar e não entregar a declaração no fim do prazo, ficará sujeito a duas multas: uma pelo atraso da entrega e outra pelo atraso no pagamento do imposto.

Errou ou esqueceu alguma informação? Saiba corrigir

Antes de enviar a declaração, verifique se não há algum erro ou pendência. O programa tem uma ferramenta de verificação de pendências que ajuda a descobrir problemas.

Mas, se você já enviou a declaração com erros ou faltando informação, fique calmo. Basta fazer uma declaração retificadora, corrigindo o que faltou ou está errado, e enviar de novo. Veja aqui como fazer a retificação.

Você pode enviar a retificação a qualquer momento, mesmo depois do fim do prazo de entrega da declaração, sem pagar multa por atraso. Porém, depois do fim prazo de entrega, você não poderá mudar o modelo tributário, de completo para simplificado, ou vice-versa.

Se a declaração retificadora apontar um imposto a pagar maior do que a declaração original, você terá que pagar multa sobre a diferença de imposto, caso a retificação seja enviada após o fim do prazo.