PUBLICIDADE
IPCA
1,16 Set.2021
Topo

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

M. Dias Branco e Enauta: duas ações para ficar de olho hoje

Conteúdo exclusivo para assinantes

Felipe Bevilacqua

01/04/2021 08h31

Terminou ontem, às 23h59, a temporada de divulgação dos resultados do quarto trimestre de 2020. Vamos analisar os números divulgados pela M. Dias Branco (MDIA3), empresa de alimentos, e pela Enauta (ENAT3), do setor de petróleo e gás natural, ambos divulgados ontem (31), após o fechamento do mercado.

O UOL Economia tem uma área exclusiva para quem quer investir seu dinheiro de maneira segura e lucrar mais do que com a poupança. Conheça!

Confira a seguir a análise de Felipe Bevilacqua, analista e sócio-fundador da casa de análise Levante Ideias de Investimento. Todos os dias, Belivacqua traz notícias e análises de empresas de capital aberto para você tomar as melhores decisões de investimentos. Este conteúdo é exclusivo para os leitores de UOL Economia+. Conheça os recursos do serviço de orientação financeira UOL Economia+, para quem quer investir melhor.

M. Dias Branco (MDIA3): Números decepcionantes

A M. Dias Branco, líder de mercado em massas, biscoitos, óleos e alimentos relacionados ao trigo, sofreu os efeitos do aumento nos preços dos insumos (trigo e óleo de palma) e do dólar cada vez mais alto. Além disso, o auxílio emergencial em menor valor, combinado ao reajuste de preços ao consumidor dos produtos da marca, gerou um efeito de substituição da marca, que possui um ticket médio mais alto em relação à concorrência.

Com isso, suas margens caíram no quarto trimestre de 2020. Com pressão de custos pela frente, que deve seguir limitando a rentabilidade da companhia por mais alguns meses, esperamos reação negativa das ações MDIA3.

O ponto positivo do balanço foi o aumento na receita líquida alcançando R$ 1,7 bilhão (alta de 0,4% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior). No ano, a companhia obteve crescimento de 18,8% na receita líquida, alcançando R$ 7,25 bilhões.

O lucro líquido da companhia, porém, caiu. Foi de R$ 56 milhões (queda de 78,8%). No ano, o lucro líquido recorrente foi de R$ 568,4 milhões, um crescimento de 2,1% em relação a 2019.

A M. Dias Branco é sensível em cenário negativo da economia, como o atual, por alguns fatores:

i) O preço do trigo, seu principal insumo, encarece com câmbio desfavorável;

ii) A demanda pelos produtos da companhia, que integram a cesta básica, tende a cair em períodos de crise, com diminuição da renda.

Olhando pelo lado positivo, a empresa tem fôlego para contornar a alta de custos e uma gestão que faz um uso disciplinado de seu capital, mantendo o endividamento em níveis. Além do mais, por possuir em seu portfólio marcas com maior valor agregado, ela tende a se recuperar mais rapidamente num cenário de retomada econômica.

Enauta (ENAT3) - Recuperação das ações no curto prazo

A Enauta (ENAT3) divulgou resultado levemente acima das expectativas, embora tenha registrado recuos nos principais indicadores.

A companhia reportou contração na receita líquida de 53,8% no ano contra ano, totalizando R$ 186,9 milhões no quarto trimestre. O dado foi impactado pela uma menor produção no trimestre, com um recuo de 49% na comparação anual.

A produção média diária do período sofreu problemas operacionais no FPSO (tipo de plataforma de exploração de petróleo) do Campo de Atlanta. Em fevereiro de 2021, houve a retomada da produção em Atlanta, com previsão de retorno de outros dois poços do Sistema de Produção Antecipada (SPA) no segundo semestre deste ano.

Em relação ao lucro líquido, a companhia teve queda de 68,7% no ano contra ano, totalizando R$ 38,2 milhões no trimestre. No acumulado do ano, esse recuo foi de 32,6%, registrando R$ 124 milhões.

Como outros destaques, a empresa realizou a aquisição de 30% de participação em 4 blocos terrestres na Bacia do Paraná, na Oferta Permanente da ANP. Adicionalmente, também firmou acordo com a Barra Energia para assumir 100% de participação no Campo de Atlanta, sujeita à aprovação da Agência Nacional de Petróleo - ANP.

Os números apresentados foram melhores do que o esperado e sinalizam recuperação da operação. Dessa forma, esperamos impacto positivo no preço das ações ENAT3 para o curto prazo.

Este material foi elaborado exclusivamente pela Levante Ideias e pelo analista Felipe Bevilacqua (sem qualquer participação do Grupo UOL) e tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta de valor mobiliário ou promessa de retorno financeiro e/ou isenção de risco . Os valores mobiliários discutidos neste material podem não ser adequados para todos os perfis de investidores que, antes de qualquer decisão, deverão realizar o processo de suitability para a identificação dos produtos adequados ao seu perfil de risco. Os investidores que desejem adquirir ou negociar os valores mobiliários cobertos por este material devem obter informações pertinentes para formar a sua própria decisão de investimento. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Os desempenhos anteriores não são indicativos de resultados futuros.

PUBLICIDADE

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL