PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

Cresce desconfiança com IRB Brasil após prejuízo de R$ 92,7 mi em abril

Getty Images/iStockphoto/meronn
Imagem: Getty Images/iStockphoto/meronn
Conteúdo exclusivo para assinantes

Rafael Bevilacqua

23/06/2022 09h19

O ressegurador IRB Brasil (IRBR3), companhia que atravessa uma dura crise desde 2019, quando um escândalo envolvendo fraudes contábeis veio à tona, reportou um prejuízo de R$ 92,7 milhões em abril deste ano, 89,6% maior do que o prejuízo de R$ 48,9 milhões observado um ano antes.

Confira a seguir o comentário de Rafael Bevilacqua, estrategista-chefe e sócio-fundador da casa de análise Levante Ideias de Investimento, sobre o tema. Todos os dias, Bevilacqua traz notícias e avaliações de empresas de capital aberto para você tomar as melhores decisões de investimento. Este conteúdo é acessível para os assinantes do UOL. O UOL tem uma área exclusiva para quem quer investir seu dinheiro de maneira segura e lucrar mais do que com a poupança. Conheça!

O prejuízo acumulado nos quatro primeiros meses do ano chegou a R$ 12,2 milhões, revertendo o lucro de R$ 1,9 milhão auferido no mesmo intervalo em 2021.

As despesas do IRB com sinistros no mês totalizaram R$ 478 milhões, praticamente estável em comparação com abril de 2021, enquanto o índice de sinistralidade saltou para 103,1%, contra 84,3% um ano antes.

O prêmio emitido no mês, por sua vez, caiu 29,7% na comparação anual, totalizando R$ 552,8 milhões. O recuo foi puxado principalmente pela queda de 49,1% do prêmio emitido no exterior, movimento que está em linha com a estratégia da companhia de reduzir sua exposição ao mercado externo. Contudo, o prêmio emitido no Brasil também apresentou recuo em comparação com o mesmo período do ano anterior, porém mais tímido, da ordem de 7,2%.

Analisando o panorama geral, as perspectivas não são nada animadoras para a companhia que um dia já foi uma das queridinhas da Bolsa. As ações do IRB chegaram a ser cotadas acima de R$ 40, mas já perderam mais de 93% do seu valor de mercado desde então.

Após o escândalo, o ressegurador passou por uma intensa reformulação, mas os resultados seguem fracos, suscitando cada vez mais desconfiança por parte dos investidores.

No curto prazo, as ações do IRB devem seguir patinando, enquanto a companhia tenta reestruturar seu modelo de negócios e recuperar a credibilidade. Contudo, é altamente improvável que o ressegurador um dia volte à faixa de preço de antes da crise.

As ações do IRB Brasil fecharam em queda de 10,6% na quarta-feira (22), cotadas a R$ 2,53.

Este material foi elaborado exclusivamente pela Levante Ideias e pelo estrategista-chefe e sócio-fundador Rafael Bevilacqua (sem qualquer participação do Grupo UOL) e tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta de valor mobiliário ou promessa de retorno financeiro e/ou isenção de risco . Os valores mobiliários discutidos neste material podem não ser adequados para todos os perfis de investidores que, antes de qualquer decisão, deverão realizar o processo de suitability para a identificação dos produtos adequados ao seu perfil de risco. Os investidores que desejem adquirir ou negociar os valores mobiliários cobertos por este material devem obter informações pertinentes para formar a sua própria decisão de investimento. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Os desempenhos anteriores não são indicativos de resultados futuros.