PUBLICIDADE
IPCA
1,16 Set.2021
Topo

Analista indica 3 investimentos com baixo risco para quem quer investir

Conteúdo exclusivo para assinantes

Do UOL, em São Paulo

03/03/2021 17h27

Mais do que rentabilidade, quem começa a investir se preocupa com uma coisa: risco. Afinal, quem gosta de perder dinheiro? Com a taxa Selic no menor patamar da história (2% ao ano), muita gente pensa que não existem mais oportunidades na renda fixa e que a Bolsa de Valores é o único caminho para quem quer investir. Nesse cenário, como fica o investidor que quer encarar o menor risco possível? Carteira de baixo risco existe?

De acordo com o economista Felipe Bevilacqua, analista da casa de análises Levante Ideias de Investimento, a renda fixa não morreu e existem boas oportunidades para montar uma carteira de baixo risco. Para quem está começando agora e não sabe onde estão essas oportunidades, Bevilacqua montou uma carteira de investimentos para os assinantes do UOL Economia+. Confira quais são as indicações do analista.

Carteira é primeiro passo de todo investidor

Segundo o analista, a carteira, que ele chama de Carteira LVNT Zero Risco, tem o objetivo de encontrar algo mais rentável do que a caderneta de poupança, mas sem exposições a riscos.

"Falo aqui da construção de seu 'colchão de liquidez", o que vai proporcionar segurança e liberdade para seguir as estratégias mais avançadas, onde estão os ativos mais rentáveis", afirma.

Nas semanas seguintes, o analista vai detalhar as carteiras LVNT Conservadora, LVNT Moderada, LVNT Arrojada e LVNT Arrojada PLUS.

A ideia é entregar a você uma carteira de investimento completa, combinando Renda Fixa, Ações, Fundos Imobiliários, Fundos de Investimentos e alguma proteção para momentos de grande volatilidade no mercado.

Abaixo, Bevilacqua apresenta um resumo da Carteira. Se você quiser mais detalhes, pode acessar aqui o relatório completo com todas as informações sobre a carteira.

Entenda a estratégia da Carteira

A carteira é 100% composta de ativos de Renda Fixa e o analista classifica a carteira como "Risco Muito Baixo". Segundo Bevilacqua, a carteira compreende dois pilares: segurança e liquidez. O analista diz ainda que a carteira busca uma rentabilidade próxima ao do CDI e a da Taxa Selic.

"Ou seja, devemos escolher ativos com baixo risco de crédito (segurança) e com resgate da aplicação sendo feito o mais rápido possível (liquidez). As opções que melhor se adequam a esses pilares estão na renda fixa", afirma o analista.

Recomendações

"Essa carteira de Renda Fixa pode ser formada por alguns tipos de investimento, aqui não existe certo ou errado. A sua escolha deve ser pautada por aquele investimento que você se identifica mais. Afinal, tanto a rentabilidade como o nível de segurança são muito parecidos", diz Bevilacqua.

Vamos aos ativos que você pode investir, segundo o analista:

  • Títulos do Tesouro Direto: Tesouro Selic 2024
  • Fundos de Investimentos: qualquer Fundo de Investimento que compre títulos do Tesouro Selic e que possua uma taxa de administração zero ou próxima de zero. Exemplos: XP Trend Pós-Fixado Simples, BTG Tesouro Selic Simples e Órama DI Simples. Os 3 possuem a mesma estratégia e taxa de administração de zero.
  • CDB (Certificado de Depósito Bancário): Nesse caso, as condições para investir nessa modalidade são: a) liquidez diária; b) emissor de primeira linha (com alta credibilidade e grande porte) e c) Rentabilidade superior a 90% do CDI. O CDB do PagBank 200% do CDI é uma excelente opção (limite do aporte até R$ 5 mil).
O relatório completo contém as informações: estratégia; para quem a estratégia é recomendada; pré-requisitos; avisos e riscos; taxas e tributação. Você pode acessá-lo clicando aqui.

Este material foi elaborado exclusivamente pela Levante Ideias e pelo analista Felipe Bevilacqua (sem qualquer participação do Grupo UOL) e tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta de valor mobiliário ou promessa de retorno financeiro e/ou isenção de risco . Os valores mobiliários discutidos neste material podem não ser adequados para todos os perfis de investidores que, antes de qualquer decisão, deverão realizar o processo de suitability para a identificação dos produtos adequados ao seu perfil de risco. Os investidores que desejem adquirir ou negociar os valores mobiliários cobertos por este material devem obter informações pertinentes para formar a sua própria decisão de investimento. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Os desempenhos anteriores não são indicativos de resultados futuros.

PUBLICIDADE