PUBLICIDADE
IPCA
1,16 Set.2021
Topo

Ações e fundos imobiliários: veja 4 indicações para perfis moderados

Conteúdo exclusivo para assinantes

Do UOL, em São Paulo

17/03/2021 18h38

Mesmo com o aumento da taxa básica de juros, a Selic, tem investidor que ainda torce o nariz para investimentos mais conservadores, os da chamada renda fixa. Apesar de ainda não colocarem todas as fichas em opções mais arriscadas, esses investidores já aceitam arriscar um pouco mais em troca de uma rentabilidade maior.

Foi pensando nesses investidores que o economista e analista Felipe Bevilacqua, sócio-fundador da casa de análises Levante Ideias de Investimento, criou uma carteira que tem, além da renda fixa, ações e fundos imobiliários que pagam dividendos.

Essa carteira, afirma o analista, representa um "passo adiante" em relação às duas carteiras anteriores, focadas para quem é mais conservador. "Agora, é hora de adicionarmos a tão esperada gestão ativa em renda variável à nossa estratégia", afirma.

Confira abaixo, a carteira que o analista montou aos assinantes de UOL Economia+.

Carteira tem foco em dividendos

A estratégia da carteira para investidores com perfil mais moderando tem foco em investimentos que pagam dividendos, segundo Bevilacqua. "A estratégia busca investir em empresas que têm seus negócios consolidados e fluxos de caixa mais previsíveis, o que lhes possibilita distribuir um percentual elevado de seus lucros aos acionistas", afirma.

Além disso, a carteira também tem indicações de fundos imobiliários de tijolos, que também possuem uma boa distribuição de dividendos, segundo o analista.

"É importante que o investidor tenha conhecimento do que está fazendo e do que está buscando com suas aplicações", reforça.

Bevilacqua recomenda que, antes de apostar nessa carteira, o investidor, principalmente o iniciante, assista ao módulo 4 do curso "Os Primeiros Passos do Grande Investidor".

Para os mais conservadores, há a carteira de baixo risco —você pode acessar essa carteira aqui.

Há também indicações para quem é conservador, mas que aceita até 10% da carteira em renda variável. Você pode acessar essa carteira aqui.

Se você quiser mais detalhes sobre a carteira voltada para os mais moderados, pode acessar aqui o relatório completo com todas as informações.

Carteira tem 15% de renda variável

A carteira indicada pelo analista tem 15% de investimentos em renda variável, entre ações e fundos imobiliários. Os outros 85% seguem a estratégia focada em renda fixa, com indicações de títulos públicos, CDBs e fundos DI. O risco da carteira, segundo o analista, "é moderado"

"O objetivo com a inclusão da gestão ativa na carteira é buscar maior rentabilidade inserindo ativos com potencial de retorno (dividendos) para o investidor. Assim, o nosso objetivo é que as nossas recomendações superem o Ibovespa, no caso das ações, e o Ifix [Índice de Fundos de Investimentos Imobiliários], no caso dos fundos imobiliários. É uma ótima estratégia para rentabilizar uma carteira de investimentos", afirma Bevilacqua.

Recomendações

Veja as ações escolhidas para compor a carteira:

  • Itaúsa (ITSA4) - A Itaúsa (Investimentos Itaú S.A.) é uma holding e corresponsável pela política empresarial e pela gestão suas controladas;
  • Isa Cteep (TRPL4) - A companhia ISA CTEEP, antiga Transmissão Paulista, é hoje uma das maiores empresas de transmissão de energia elétrica do Brasil, responsável pela transmissão de 33% da energia produzida e 94% da energia consumida na região Sudeste.

Confira os fundos imobiliários indicados:

  • CSHG Logística (HGLG11) - O HGLG11 é o fundo imobiliário administrado e gerido pelo Credit Suisse Hedging-Griffo e tem como estratégia a compra de galpões logísticos e industriais para locação;
  • Kinea Renda Imobiliária (KNRI11) - O Kinea Renda Imobiliária (KNRI11) é um fundo imobiliário administrado pela Intrag e gerido pela Kinea e tem como estratégia a compra de galpões logísticos e lajes corporativas para locação.

Importante: todos os detalhes das escolhas, como as teses de investimento e a análise dos ativos, encontram-se no relatório completo. Você pode acessar aqui.

Este material foi elaborado exclusivamente pela Levante Ideias e pelo analista Felipe Bevilacqua (sem qualquer participação do Grupo UOL) e tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta de valor mobiliário ou promessa de retorno financeiro e/ou isenção de risco . Os valores mobiliários discutidos neste material podem não ser adequados para todos os perfis de investidores que, antes de qualquer decisão, deverão realizar o processo de suitability para a identificação dos produtos adequados ao seu perfil de risco. Os investidores que desejem adquirir ou negociar os valores mobiliários cobertos por este material devem obter informações pertinentes para formar a sua própria decisão de investimento. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Os desempenhos anteriores não são indicativos de resultados futuros.

PUBLICIDADE