PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Vitor Belfort divulga criptomoeda 'sustentável'; veja se vale investir

Conteúdo exclusivo para assinantes

Raphael Coraccini

Colaboração para o UOL, em São Paulo

11/09/2021 04h00

O lutador brasileiro de MMA Vitor Belfort virou garoto-propaganda da Lith Token, uma nova criptomoeda que promete, além de oferecer oportunidades de ganho para os investidores, trazer benefícios para as causas sustentáveis, incluindo o desenvolvimento de novas fontes de energia renováveis e iniciativas de educação para povos indígenas.

Em um post pago em seu perfil no Instagram, o lutador disse acredita que as criptomoedas "têm um propósito em nos ajudar a navegar de forma responsável em nosso futuro de uma forma impactante" e que está animado com a parceria com a Lith Token. A pedido do UOL, dois especialistas em criptomoedas analisaram o material divulgado pela Lith Token e explicam se vale a pena investir nessa moeda. Veja abaixo o que eles disseram.

Cripto gerou dúvidas de especialistas

Para Rodrigo Borges, especialista em criptoativos e analista da Ohmresearch, plataforma de análises independentes, a recomendação é para não investir, ao menos por enquanto, ou investir um valor mínimo, abaixo de 1% do total do patrimônio disponível. "Eu não investiria neste momento. Precisaria de mais tempo de estudo para tomar uma decisão", diz o especialista.

Borges estudou o material disponível na internet sobre a criptomoeda e classificou o que leu como "pouco claro, bastante extenso e quase que prolixo", com uso excessivo de palavras atreladas a iniciativas sustentáveis, mas sem explicações substanciais que demonstrem qual o grande negócio que a moeda promove.

"No mercado, a gente tem aquela máxima: se você não entender em cinco ou 10 minutos de conversa, fica complicado. Eu tenho dificuldade em investir naquilo que eu não entendo", diz Borges.

Especialistas não recomendam a criptomoeda

Um executivo de uma empresa especializada no mercado de criptomoedas, e que não quis ser identificado na reportagem, também desestimulou o investimento na moeda afirmando que há muitos pontos obscuros no material liberado na internet.

Um deles é relacionado à equipe. O LinkedIn de um dos responsáveis do projeto, apontado como arquiteto de blockchain, é de um jornalista que trabalhou a maior parte do tempo na área de mídia — o que levanta dúvidas sobre seus atributos técnicos para liderar um trabalho de mineração de ativos baseado nessa tecnologia, bastante complexa, segundo o executivo.

Além disso, não há clareza sobre qual é a empresa por trás do lançamento desta moeda nem menção às novas legislações de uso de dados, como LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados), do Brasil, e o GDPR (Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados, na sigla em inglês), da Europa.

Mesmo as questões que abrangem prêmios em ESG (sigla em inglês para meio ambiente, social e governança corporativa), que falam sobre contribuição ao desenvolvimento de fontes renováveis de energia, não se mostraram plenamente confiáveis, ele diz.

"Tenho vários exemplos de projetos (de criptomoedas) que afirmaram ter parcerias com empresas grandes, como Microsoft, Amazon e SpaceX, mas não era verdade", diz o executivo.

A avaliação do especialista é de que o ativo é de "altíssimo risco" e que o investidor que tolera esse nível de incerteza pode até arriscar, "mas que faça aporte pequeno, porque a gente balanceia esse grande risco com o tamanho da aposta", diz.

Procurada para esclarecer os pontos levantados pelos especialistas, a Lith Token não respondeu até o momento da publicação desta reportagem.

Personalidades, como Belfort, não garantem idoneidade

Borges destaca que mesmo com o aval de uma personalidade mundialmente famosa, como é o caso de Vitor Belfort, não há garantia de idoneidade.

"A gente tem visto cada vez mais propagandas de criptomoedas pouco confiáveis com grandes personalidades no mundo todo", afirma Borges.

Um dos casos mais recentes é o da socialite norte-americana Kim Kardashian, que postou uma divulgação de uma moeda conhecida como ethereum max, que não tem nenhuma relação confirmada com a famosa ethereum.

A publicidade da Lith Token aparece no momento em que o lutador volta a estar em evidência. Belfort, já afastado dos octógonos, vai lutar, neste sábado (11), com o ex-boxeador americano Evander Holyfield.

Este material é exclusivamente informativo, e não recomendação de investimento. Aplicações de risco estão sujeitas a perdas. Rentabilidade do passado não garante rentabilidade futura.

PUBLICIDADE