PUBLICIDADE
IPCA
1,16 Set.2021
Topo

Tesouro Selic X investimento que financia agro: qual rende mais?

Conteúdo exclusivo para assinantes

Colaboração para o UOL, em São Paulo

12/10/2021 04h00

O que rende mais: investir em Tesouro Selic ou em LCA (Letra de Crédito do Agronegócio)? No Papo com Especialista, programa semanal e ao vivo do UOL, o economista César Esperandio explicou que uma das diferenças entre os dois investimentos é que um deles tem isenção de Imposto de Renda (IR) sobre a rentabilidade. "Mas essa pode ser uma vantagem aparente", afirmou ele.

Entenda abaixo a diferença entre os dois investimentos e veja qual dos dois pode render mais para o investidor. O Papo com Especialista é um tira-dúvidas sobre investimentos exclusivo para assinantes e é transmitido toda quinta-feira, às 15h.

Tesouro Selic X LCA

O Tesouro Selic é um dos investimentos mais populares entre os brasileiros. Ele é um título do Tesouro Nacional e, por isso, é considerado o investimento mais seguro do país.

Quando você investe em um título público, é como se estivesse emprestando dinheiro ao governo e, em troca, você recebe esse valor acrescido de juros.

Existem vários tipos de títulos públicos no Tesouro Direto. No Tesouro Selic, especificamente, o rendimento está atrelado à Selic, que é a taxa básica de juros da economia, que hoje está em 6,25% ao ano e pode subir até 8,25% ao ano ainda em 2021, segundo dados do Banco Central.

Assim como os títulos do Tesouro Direto, a LCA (Letra de Crédito do Agronegócio) é também um investimento da renda fixa. Quando você investe nesse tipo de ativo, você empresta dinheiro a um banco que só pode usar esses recursos para financiar o setor do agronegócio.

O rendimento dessas letras pode estar atrelado ao CDI, taxa próxima à Selic; à inflação (neste caso, normalmente, esse ativo paga a inflação mais um bônus); e há também opções prefixadas —ou seja, você já sabe quanto vai receber no vencimento.

Além disso, no Tesouro Selic há cobrança de Imposto de Renda regressivo —com alíquota variando entre 22,5% e 15%, dependendo do prazo em que o investidor ficar com o ativo. Já a LCA é isenta de IR.

Quanto rendem R$ 100 mil nessas opções?

Segundo Esperandio, a isenção de IR na LCA pode ser uma vantagem "aparente", porque a rentabilidade oferecida na LCA pode ser menor em alguns casos, em comparação à rentabilidade do Tesouro Selic.

"Por isso, vale sempre fazer uma simulação para comparar os dois tipos de investimento", afirmou ele, que também é do canal Econoweek.

Na plataforma App Renda Fixa, ele encontrou uma LCA com rentabilidade de 113% do CDI, e com resgate em dois anos.

Na plataforma do Tesouro Direto, ele encontrou um título do Tesouro Selic 2027, que paga a taxa Selic (que hoje está em 6,25% ao ano) e mais um bônus de 0,2850%.

"Para fazer a comparação, devemos usar os mesmos parâmetros na simulação: mesmo valor de aporte único e mesma data de resgate. No simulador do Tesouro Direto, alterei o parâmetro da LCA para 113% do CDI, que foi o título encontrado no App Renda Fixa, para poder comparar em pé de igualdade", explicou o economista.

Veja essa simulação com aporte único de R$ 100 mil e data de resgate em 1º de março de 2027:

  • Tesouro Selic 2027

Valor líquido de resgate: R$ 136,2 mil (já descontados o IR e a taxa da B3).

  • LCA com rentabilidade de 113% do CDI

Valor líquido de resgate: R$ 151,1 mil (é isento de IR).

Vale ressaltar que as condições de investimentos citadas aqui são referentes ao dia 23 de setembro, quando o programa foi transmitido. As taxas podem variar de um dia para o outro.

"Antes de comparar a rentabilidade de uma LCA com outro título, seja Tesouro Selic ou CDB, você deve, primeiro, descontar a alíquota do Imposto de Renda. Normalmente, as LCI e LCA têm rentabilidade abaixo de 100% do CDI justamente porque não têm desconto de Imposto de Renda", explicou Esperandio.

Papo com Especialista é toda quinta-feira

O programa Papo com Especialista é transmitido às quintas-feiras, das 15h às 16h, na página inicial do UOL, no UOL Economia e na página de Investimentos, e é exclusivo para assinantes. Reveja programas anteriores aqui.

Você pode enviar perguntas ao Papo pelo e-mail uoleconomiafinancas@uol.com.br —elas podem ser respondidas no programa.

Quer investir melhor? Receba dicas em seu email

Você quer aprender a ganhar dinheiro com segurança em investimentos no curto, médio e longo prazo, mesmo que nunca tenha investido?

A página de investimentos do UOL tem uma newsletter gratuita que o ajuda nesse objetivo. Ao assinar, você recebe todos os dias, antes da abertura da Bolsa, uma análise do mercado feita pelo analista Felipe Bevilacqua, da casa Levante Ideias de Investimentos. Com essa newsletter, você vai aprender a investir e entender o que está acontecendo com o mercado.

Além da newsletter diária, você também recebe, semanalmente, uma análise sobre investimentos, com dicas sobre como aplicar melhor e com segurança seu dinheiro. Para assinar a newsletter gratuita de investimentos do UOL, é só clicar aqui.

Tem dúvidas sobre ações, fundos e outros investimentos da Bolsa? Envia sua pergunta para duvidasparceiro@uol.com.br.

Este material é exclusivamente informativo, e não recomendação de investimento. Aplicações de risco estão sujeitas a perdas. Rentabilidade do passado não garante rentabilidade futura.

PUBLICIDADE