PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Não é coisa de rico: qual o valor mínimo para começar a investir?

Saiba quanto você precisaria para fazer seu primeiro investimento - o valor pode ser mais baixo do que imagina - Getty Images
Saiba quanto você precisaria para fazer seu primeiro investimento - o valor pode ser mais baixo do que imagina Imagem: Getty Images
Conteúdo exclusivo para assinantes

Colaboração para o UOL, de São Paulo

17/04/2022 04h00

Quem pensa que para investir precisa ter muito dinheiro está redondamente enganado. Mas qual é o valor mínimo para dar os primeiros passos? No Papo com Especialista, programa ao vivo do UOL, o economista César Esperandio mostra que alguns títulos disponíveis exigem investimento menos de R$ 1.

Esperandio diz também que, para quem está começando do zero, há um caminho mais recomendado. Veja qual é.

Leia a explicação dele e assista abaixo ao trecho do programa. O Papo com Especialista é um tira-dúvidas sobre investimentos exclusivo para assinantes e é transmitido quinzenalmente, às quintas-feiras, das 15h às 16h.

Investimento mínimo abaixo de R$ 1

Esperandio afirma que existem investimentos na renda fixa privada de menos de R$ 1, como alguns CDBs (Certificados de Depósito Bancário) oferecidos por bancos.

O banco Master ofertou um CDB om investimento mínimo de R$ 0,95. Ele reforça que investimentos em CDBs são protegidos pelo FGC (Fundo Garantidor de Créditos).

Na plataforma App Renda Fixa, você encontra diversos títulos com investimento inicial variável. Já na plataforma do Tesouro Direto, os títulos disponíveis têm investimento inicial com valores um pouco maiores: a partir de R$ 30.

Vale ressaltar que as condições de investimentos aqui citadas são referentes ao dia 24 de março. As taxas podem variar de um dia para o outro.

O economista diz também que na renda variável é possível começar a investir em ações com pouco dinheiro: cerca de R$ 1.

Primeiro passo: montar a reserva de emergência

"Mas, se você nunca investiu, o primeiro investimento deve ser na sua reserva de emergência. Comece montando a sua. É aquela grana que corresponde a de seis a 12 vezes os seus gastos médios por mês", afirma Esperandio, que também é do canal Econoweek.

Ou seja, se você tem um gasto médio mensal de R$ 2.000, sua reserva de emergência deve ter entre R$ 12 mil a R$ 24 mil.

"Isso é uma segurança para, em caso de emergência, você poder ter essa grana à disposição para usar", declara ele.

Para a reserva de emergência, Esperandio diz que o mais recomendado são títulos do Tesouro Selic.

"Ou CDBs, LCIs e LCAs com liquidez diária e cuja rentabilidade seja de, pelo menos, de 102% ou 103% do CDI, porque aí começa a superar a rentabilidade do Tesouro Selic. É importante que tenha liquidez imediata, seja um investimento seguro e ter rentabilidade previsível".

O economista afirma que você não precisa montar toda a sua reserva de emergência antes de partir para outros investimentos.

Você pode ir montando sua reserva de emergência aos pouquinhos e, em paralelo, começar a investir em outros ativos em renda fixa e até em renda variável. Isso vai muito do seu perfil de investidor.

Papo com Especialista é quinzenal

O programa Papo com Especialista é transmitido às quintas-feiras, quinzenalmente, das 15h às 16h, na página inicial do UOL, no UOL Economia e no UOL Investimentos, e é exclusivo para assinantes. Reveja programas anteriores aqui.

Você pode enviar perguntas ao Papo pelo e-mail uoleconomiafinancas@uol.com.br —elas podem ser respondidas no programa.

Quer investir melhor? Receba dicas em seu email

Você quer aprender a ganhar dinheiro com segurança em investimentos no curto, médio e longo prazo, mesmo que nunca tenha investido?

A página de investimentos do UOL tem uma newsletter gratuita que o ajuda nesse objetivo. Ao assinar, você recebe todos os dias, antes da abertura da Bolsa, uma análise do mercado feita pelo analista Felipe Bevilacqua, da casa Levante Ideias de Investimentos. Com essa newsletter, você vai aprender a investir e entender o que está acontecendo com o mercado.

Além da newsletter diária, você também recebe, semanalmente, uma análise sobre investimentos, com dicas sobre como aplicar melhor e com segurança seu dinheiro. Para assinar a newsletter gratuita de investimentos do UOL, é só clicar aqui.

Tem dúvidas sobre ações, fundos e outros investimentos da Bolsa? Envia sua pergunta para duvidasparceiro@uol.com.br.

Este material é exclusivamente informativo, e não recomendação de investimento. Aplicações de risco estão sujeitas a perdas. Rentabilidade do passado não garante rentabilidade futura.