PUBLICIDADE
IPCA
-0,68 Jul.2022
Topo

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Inflação come parte do seu dinheiro; veja onde investir para se proteger

Preocupado com a alta dos preços? Veja onde investir para proteger seu dinheiro da inflação - Mikhail Nilov/Pexels
Preocupado com a alta dos preços? Veja onde investir para proteger seu dinheiro da inflação Imagem: Mikhail Nilov/Pexels
só para assinantes

Colaboração para o UOL, em São Paulo

02/08/2022 04h00

É possível proteger o seu dinheiro da alta dos preços. Mas onde investir para blindar a sua grana da inflação? No Papo com Especialista, programa ao vivo do UOL, a planejadora financeira Vivian Rodrigues afirma que esse tipo de investimento deve ter uma "função dupla".

Leia abaixo a análise da planejadora financeira e assista ao programa completo do dia 21 de julho, que é um tira-dúvidas sobre investimentos exclusivo para assinantes e transmitido semanalmente, às quintas-feiras, das 16h às 17h.

Como a inflação afeta a sua vida? A inflação faz você perder o seu poder de compra. "Com a inflação, à medida que o tempo vai passando, os preços vão subindo e, naturalmente, você consegue comprar menos com o mesmo valor de antes", diz Vivian.

Para ela, isso é ainda mais preocupante quando se pensa em projetos de longo prazo. O aumento de preços de um mês para o outro pode até passar imperceptível. Mas essa inflação ao longo de dez, 15 ou 30 anos se torna significativa e afeta sua qualidade de vida no futuro, afirma.

Investimento deve ter duas funções: Ela diz que, ao optar por não deixar o seu dinheiro parado, sem rendimento, você deve ter duas preocupações: manter o seu poder de compra e conseguir usar esse dinheiro para gerar mais dinheiro para você, que é a rentabilidade real.

Por isso, diz ela, é importante olhar para o investimento e entender o que ele está pagando acima da inflação.

Exemplo: Imagine que você tenha um investimento de R$ 100 mil e, em um determinado ano, a inflação tenha sido de 10%. Para manter o seu poder de compra, mas ficar no zero a zero, sem ganhar nada, o seu investimento deve chegar pelo menos a R$ 110 mil.

O que você ganhar acima desses R$ 110 mil é a sua rentabilidade real.

Quais investimentos rendem mais que a inflação? Existem títulos atrelados ao IPCA (índice que mede a inflação no país), e que portanto rendem acima da inflação. Normalmente, esses investimentos rendem o IPCA mais uma porcentagem.

Na plataforma do Tesouro Direto, estão disponíveis títulos do Tesouro IPCA, com rentabilidades e vencimentos diferentes (2026, 2032, 2035, 2040, 2045 e 2055). "São títulos que têm uma rentabilidade real garantida", afirma Vivian.

Por exemplo, o Tesouro IPCA 2025 paga a inflação mais um bônus de 6,23% ao ano. Se a inflação for de 10% ao ano, então o dinheiro vai render 16,23% ao ano; se a inflação for 5% ao ano, vai render 11,23% ao ano.

Segundo ela, há outros produtos similares, também atrelados à inflação, na renda fixa, como LCI, LCA e CDB.

"Com este tipo de investimento, independente do que aconteça com a inflação, você garante uma rentabilidade acima dela. É claro que ainda há impostos e taxas a serem descontados. Mas, ainda assim, vale a pena olhar para esse investimento que irá te proteger da inflação e entregar uma rentabilidade real", afirma.

Vale ressaltar que as condições de investimentos citadas aqui são referentes ao dia 21 de julho. As taxas podem variar de um dia para o outro.

Papo com Especialista é semanal

O programa Papo com Especialista é transmitido às quintas-feiras, semanalmente, das 16h às 17h, na página inicial do UOL, no UOL Economia e no UOL Investimentos, e é exclusivo para assinantes. Reveja programas anteriores aqui.

Você pode enviar perguntas ao Papo pelo email uoleconomiafinancas@uol.com.br —elas podem ser respondidas no programa.

Quer investir melhor? Receba dicas em seu email

Você quer aprender a ganhar dinheiro com segurança em investimentos no curto, médio e longo prazo, mesmo que nunca tenha investido?

A página de investimentos do UOL tem uma newsletter gratuita que o ajuda nesse objetivo. Ao assinar, você recebe todos os dias, antes da abertura da Bolsa, uma análise do mercado feita pelo analista Rafael Bevilacqua, da casa Levante Ideias de Investimentos. Com essa newsletter, você vai aprender a investir e entender o que está acontecendo com o mercado.

Além da newsletter diária, você também recebe, semanalmente, uma análise sobre investimentos, com dicas sobre como aplicar melhor e com segurança seu dinheiro. Para assinar a newsletter gratuita de investimentos do UOL, é só clicar aqui.

Tem dúvidas sobre ações, fundos e outros investimentos da Bolsa? Envie sua pergunta para uoleconomiafinancas@uol.com.br.

Este material é exclusivamente informativo, e não recomendação de investimento. Aplicações de risco estão sujeitas a perdas. Rentabilidade do passado não garante rentabilidade futura.