Bolsas

Câmbio

Governo vai 'comprar' folgas de policiais rodoviários para enfrentar greve

Do UOL, em São Paulo

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, disse nesta quarta-feira (30) que o governo editou uma medida provisória que permite "comprar" folgas de policiais rodoviários federais para aumentar o patrulhamento durante a crise da greve dos caminhoneiros.

"Vamos comprar folgas dos policiais rodoviários federais. Na prática, haverá 2.000 policiais a mais, além dos 10 mil disponíveis." 

Leia também:

Ele disse que o sistema vai ser similar ao que já funciona com policiais militares do Rio de Janeiro. O governo pagará para o policial trabalhar durante suas folgas, se ele desejar.

Jungmann afirmou que os gastos extraordinários serão cobertos pelo próprio orçamento da PRF, e não haverá custos adicionais para o governo.

Segundo o ministro, há cerca de 30 mil homens e mulheres de forças federais cuidando do problema dos caminhoneiros, sem contar os policiais militares dos Estados: 20 mil das Forças Armadas, 10 mil da PRF e 1.000 da Força Nacional de Segurança.

Reinaldo Azevedo: governo cedeu até onde pôde aos caminhoneiros

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos