PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Empresas usam jogos de tabuleiro para desenvolver funcionários

Candidatos a trainee jogam "Ticket To Ride" no processo seletivo de empresa multinacional - Elves Costa/Simple (Divulgação)
Candidatos a trainee jogam "Ticket To Ride" no processo seletivo de empresa multinacional Imagem: Elves Costa/Simple (Divulgação)

Diogo Antônio Rodriguez

Do UOL, em São Paulo

17/07/2020 04h00

Resumo da notícia

  • Empresas como Nestlé, Google e Bayer estão utilizando boardgames em processos seletivos, análise de desempenho e aprendizado corporativo
  • Jogos facilitam a interação entre colaboradores de diferentes níveis hierárquicos e até de diferentes países
  • Consultores externos ajudam a indicar e aplicar jogos certos para a demanda de cada empresa
  • Entre os títulos recomendados estão "Expedição", "Bike do Bem", "Rory Story Cubes" e "Terra à Vista"

Na sua próxima entrevista de emprego, talvez a dinâmica seja um pouco diferente. Em vez de o RH perguntar como se você se vê daqui a cinco anos, irá propor que você crie linhas de trem interligando os EUA. Em um jogo de tabuleiro.

Nestlé, Bradesco, Bayer e Google são algumas das empresas que já estão utilizando os chamados "boardgames modernos" na gestão de pessoas. "Eles servem para realizar recrutamentos, avaliar algum comportamento na equipe ou transmitir conhecimento de um modo mais lúdico e agradável", afirma Yuri Fang, CEO da Galápagos Jogos, uma das líderes no setor - e que oferece programas de treinamento corporativo.

Jogos de tabuleiro quebram barreiras pessoais e culturais

O gerente de recursos humanos da multinacional Schott, Jean Giglio, afirma que, quando começou a trazer jogos para a mesa de reunião, houve um certo "acanhamento" entre os colegas. Mas eles rapidamente foram conquistados. "Os boardgames trazem a essência das pessoas, sem muitas máscaras e cuidados sociais", analisa.

A analista de experiência do funcionário Juliana França Cordeiro, da agência Bloomin, propôs uma jogatina em sua mais recente reunião com a equipe de RH. "Não é só entretenimento. Envolve aspectos sociais, cognitivos e afetivos do participante", explica. "Naquele momento, não existe hierarquia. Existe um trabalho em colaboração. As potencialidades de cada um reverberam no desafio de uma forma quase orgânica."

Além da interação entre pessoas de diferentes níveis hierárquicos, Giglio viu vantagem também na integração entre colaboradores da Schott brasileira e das unidades na Argentina, Colômbia e Alemanha, já que a maioria dos jogos trazem temas e linguagens universais. "Eles quebram facilmente as barreiras culturais", afirma.

"Diferentemente da aprendizagem formal, os jogos de tabuleiro permitem praticar o aprendizado em um ambiente de tomada de decisão seguro e confortável. Os funcionários que estão ali brincando exercitam o protagonismo", avalia Juliana Almeida Dutra, diretora da Deep, empresa especializada em treinamento e desenvolvimento.

Jogo de tabuleiro - Reprodução - Reprodução
Jogos de tabuleiro estimulam iniciativa, estratégia e trabalho em equipe
Imagem: Reprodução

Como começar a utilizar jogos de tabuleiro na sua empresa

Elves Costa, CCO da Simple, empresa parceira da Galápagos, explica que o processo começa com o cliente indicando quais habilidades ele quer exercitar em sua equipe. Assim, Costa busca o título mais adequado em seu acervo com mais de 200 jogos. E, se necessário, ele ainda adapta as regras para que a atividade se aproxime ainda mais da realidade e dos objetivos de quem vai jogar.

"Recentemente, fiz a fase final de um processo seletivo de trainees para uma grande empresa global que trabalha com logística", conta Costa. O jogo escolhido foi "Ticket to Ride", no qual os jogadores competem para expandir sua rede ferroviária em um território. "Coloquei alguns elementos reais da logística desse cliente. Mandamos confeccionar um dado. Quando a equipe ia jogar, de tempos em tempos eu acrescentava uma surpresa que não está nas regras, como condições climáticas", relata.

Por que usar jogos na sua empresa?

  • São imersivos e permitem a participação de todos.
  • Reproduzem situações práticas e incentivam a prática da resolução de problemas.
  • Favorecem a interação e a integração de equipes.
  • São flexíveis e podem atender a diversas demandas.
  • Permitem observar o comportamento dos jogadores sem filtros.

5 jogos indicados e as habilidades que eles estimulam

  • Rory Story Cubes: criatividade, inovação e comunicação.
  • Down Force: coopetição, visão sistêmica e networking.
  • Rali a Pé: liderança, trabalho em equipe e interdependência.
  • Sparta: estratégia, gestão de recursos e senso de pertencimento.
  • Bike do Bem: responsabilidade social, senso de pertencimento e trabalho em equipe.
  • Terra à Vista: Intraempreendedorismo, negociação e gestão de recursos.
  • Expedicão: comunicação, liderança e inovação.

O Prêmio Lugares Incríveis para Trabalhar é uma iniciativa do UOL e da Fundação Instituto de Administração (FIA) que vai destacar as empresas brasileiras com os mais altos níveis de satisfação entre os seus colaboradores. Os vencedores serão definidos a partir dos resultados da pesquisa FIA Employee Experience, que vai medir o ambiente de trabalho, a cultura organizacional, a atuação da liderança e a satisfação com os serviços de RH. As inscrições estão abertas até o dia 12/9 e podem ser feitas, gratuitamente, no site da pesquisa FIA Employee Experience.