PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Unimed aumenta faturamento após usar pesquisa de clima no plano estratégico

Encontro com o Diretor, evento anual da Seguros Unimed: índice de satisfação dos funcionários chegou a 87,2% em 2019 - Divulgação/Seguros Unimed
Encontro com o Diretor, evento anual da Seguros Unimed: índice de satisfação dos funcionários chegou a 87,2% em 2019 Imagem: Divulgação/Seguros Unimed

Diogo Antônio Rodriguez

Do UOL, em São Paulo

04/09/2020 04h00Atualizada em 08/09/2020 12h19

Resumo da notícia

  • Entre 2016 e 2019, empresa cresceu R$ 109 milhões no resultado operacional e de 14,4 pontos percentuais na satisfação dos funcionários
  • Dados de clima organizacional passaram a ser considerados no planejamento executivo da companhia
  • Avaliações anuais indicaram desafios, como cooperação entre setores, hierarquia rígida e diversidade de gêneros
  • Pesquisas também orientaram melhor uso de investimentos, como parcerias com escolas de administração para desenvolvimento de líderes

Como tantas outras empresas, a Seguros Unimed sempre teve iniciativas e benefícios para cuidar dos funcionários. Mas "era um cuidado mais romântico", como avalia Eduardo Ribas, superintendente de pessoas, processos e qualidade. "Não havia vinculação com o impacto nos resultados."

O panorama mudou quando a companhia profissionalizou as pesquisas de clima organizacional. A metodologia escolhida foi desenvolvida pela Fundação Instituto de Administração (FIA), cuja versão mais atual fundamenta a edição 2020 do Prêmio Lugares Incríveis para Trabalhar. As inscrições, gratuitas, se encerram no próximo dia 12.

"Passamos a trabalhar com dados e incorporá-los no nosso planejamento estratégico", afirma Ribas. Rapidamente, a nova abordagem causou impacto positivo: "Começamos a ter resultados mais rápidos e substanciais."

Mais engajamento significa mais resultado

 Eduardo Ribas, superintendente de pessoas, processos e qualidade da Seguros Unimed - Divulgação/Seguros Unimed - Divulgação/Seguros Unimed
Eduardo Ribas: "Com um bom ambiente de trabalho, funcionários ficam mais engajados"
Imagem: Divulgação/Seguros Unimed
No primeiro ano em que a pesquisa de clima foi implementada, em 2016, o índice de satisfação dos funcionários foi de 72,8%, e o resultado operacional, R$ 50 milhões. Em 2019, chegaram a 87,2% e R$ 159 milhões, respectivamente. A empresa interpretou uma relação direta entre esses dados. "Com um bom ambiente de trabalho, funcionários ficam mais engajados. Vão produzir mais e ajudar a resolver os problemas mais rápido", afirma Ribas.

Um dos insights despertados pela mensuração veio com a pergunta "quando preciso de outra área, sou bem atendido?". "Ela sempre foi uma pedrinha no nosso sapato", avalia Ribas. Mas, desde que o RH implementou novos treinamentos e iniciativas, como colocar funcionários por um dia em outro setor, "temos experimentado crescimentos nas avaliações dos próprios colaboradores", comemora.

Esse tipo de evidência ajudou a conquistar aliados importantes: os gestores. "Uma dos grandes desafios era convencer as lideranças de que cuidar do clima iria melhorar a vida para elas. Quando a gente começou a ter dados que mostravam isso, ficou mais fácil", explica.

Como consequência, a cultura corporativa também mudou. Ribas acredita que ela está menos hierarquizada e formal. "O presidente conhece o gato do funcionário, e o funcionário conhece o filho do presidente. Isso traz um sentimento de pertencimento que é natural, não é forçado".

Dados orientam onde investir recursos

Entrada da Matriz da Seguros Unimed, em São Paulo (SP) - Divulgação/Seguros Unimed - Divulgação/Seguros Unimed
Seguros Unimed: investimento em desenvolvimento pessoal e diversidade
Imagem: Divulgação/Seguros Unimed
As pesquisas também serviram para otimizar gastos. Por exemplo: o programa para incentivar funcionários a parar de fumar, com baixa adesão, foi descontinuado, e seus recursos foram direcionados ao programa de perda de peso, que tinha mais inscritos e performance melhor.

Outro investimento foi no desenvolvimento individual. A partir de uma demanda detectada nas pesquisas, a Seguros Unimed firmou parcerias com escolas de negócios, como a Saint Paul, e programas de estudo. "Fomos introduzindo o conceito de a pessoa também ser agente da própria carreira", explica Ribas. Resultado: entre as apurações de 2018 e 2019, a aprovação da empresa nos quesitos "gestão de carreira" e "gestão de conhecimento e educação corporativa" saltou 7,9 e 5,8 pontos percentuais, respectivamente.

Pesquisa trouxe novo olhar para a diversidade

Fachada da matriz da Seguros Unimed, em São Paulo (SP) - Rodrigo Jacob (Divulgação)/Seguros Unimed - Rodrigo Jacob (Divulgação)/Seguros Unimed
Matriz em São Paulo: programa de diversidade e inclusão foi criado em 2019
Imagem: Rodrigo Jacob (Divulgação)/Seguros Unimed
Por fim, as pesquisas de clima também serviram para revelar um problema "oculto": a diversidade. "A empresa acreditava que tinha uma forte diversidade de gênero porque 70% dos colaboradores são mulheres. No entanto, nos cargos mais altos, especialmente na diretoria, essa proporção diminui significativamente", afirma o executivo.

A solução foi criar, em 2019, um "mega programa de diversidade", não só de gênero, mas também focado em outras minorias. "Estamos construindo de acordo com nossa realidade e nossas preocupações. Criamos grupos de colaboradores que gerenciam e dão diretrizes para as ações", diz o executivo.

O programa, ainda nos estágios iniciais, já rendeu um guia de inclusão e diversidade, um treinamento especial para a liderança e um curso sobre vieses inconscientes. E trouxe avanços mensuráveis já na pesquisa de 2019: 96,5% dos colaboradores concordaram que "pessoas de qualquer idade, raça, cor e orientação sexual são tratadas com a mesma justiça e respeito na empresa" - um índice recorde.

O Prêmio Lugares Incríveis para Trabalhar é uma iniciativa do UOL e da Fundação Instituto de Administração (FIA) que vai destacar as empresas brasileiras com os mais altos níveis de satisfação entre os seus colaboradores. Os vencedores serão definidos a partir dos resultados da pesquisa FIA Employee Experience, que vai medir o ambiente de trabalho, a cultura organizacional, a atuação da liderança e a satisfação com os serviços de RH. As inscrições estão abertas até o dia 12/9 e podem ser feitas, gratuitamente, no site da pesquisa FIA Employee Experience.