PUBLICIDADE
IPCA
0,73 Dez.2021
Topo

'Frango de ouro' instalado em São Paulo não tem autorização e será removido

20.dez.2021 - Frango dourado é visto no centro da cidade de São Paulo - Willian Moreira/FuturaPress/Estadão Conteúdo
20.dez.2021 - Frango dourado é visto no centro da cidade de São Paulo Imagem: Willian Moreira/FuturaPress/Estadão Conteúdo

Do UOL, em São Paulo

20/12/2021 10h19Atualizada em 21/12/2021 17h18

Um "frango de ouro" foi instalado na avenida Ipiranga, no centro de São Paulo. A estátua tem 200 quilos e três metros de altura, mas será removida por não ter autorização da prefeitura, informou a administração municipal paulista ao UOL.

A instalação foi uma iniciativa da foodtech global NotCo em parceria com a rede de lanchonetes Bullguer e, segundo a assessoria de imprensa, tem como objetivo divulgar um novo hambúrguer à base de planta e "alertar a sociedade sobre o consumo excessivo de proteína animal".

Em nota, a prefeitura meio da Subprefeitura Sé e da SMUL (Secretaria Municipal de Urbanismo e Licenciamento), informou que não houve pedido de autorização para instalação da escultura "e tampouco autorização emitida para que ela possa ocupar o referido espaço público. A equipe de fiscalização foi acionada para a remoção do objeto."

Vaca magra e touro de ouro

Touro de ouro - Reprodução/Twitter - Reprodução/Twitter
Touro de ouro
Imagem: Reprodução/Twitter

O "frango dourado" vem na esteira do "touro de ouro" e da "vaca magra", também colocados no centro de São Paulo.

A estátua do "Touro de Ouro", instalada em novembro em frente à sede da Bolsa de Valores, a B3, foi retirada dias depois.

A remoção da obra ocorreu depois de a CPPU (Comissão de Proteção à Paisagem Urbana), órgão vinculado à Secretaria de Urbanismo e Licenciamento da prefeitura, concluir que a peça era publicitária e que sua instalação não foi autorizada.

Em menos de uma semana, o touro foi alvo de diversos protestos. Ele amanheceu pichado com os dizeres "taxar os ricos" e manifestantes colaram cartazes na escultura com a palavra fome.

Outro grupo, este do SP Invisível, ainda promoveu um churrasco para pessoas em situação de rua em frente à estátua.

Já no início de dezembro, a escultura de uma "vaca magra" foi instalada em frente ao prédio da B3. A ação, que chama atenção para a fome e à seca provocada pelas mudanças climáticas, tem sido realizada em várias cidades do país, informou na ocasião a artista plástica Márcia Pinheiro.

Horas depois, a "vaca magra" foi removida pelo produtor Rafael Rasmoke, que havia colocado a peça no local. Em seu Instagram, ele disse que retirou a obra para que ela não fosse levada por agentes da prefeitura.

Escultura de vaca magra em São Paulo - CARLA CARNIEL/REUTERS - CARLA CARNIEL/REUTERS
Escultura de vaca magra em São Paulo
Imagem: CARLA CARNIEL/REUTERS

PUBLICIDADE