ipca
0,45 Out.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Empreendedorismo

Empresária aluga e vende vestido de noiva para gordinhas e fatura R$ 70 mil

Larissa Coldibeli

Do UOL, em São Paulo

26/11/2013 06h00

A experiência adquirida nos 13 anos em que trabalhou em lojas de noivas ajudou a empresária Justina Lima, 42, a montar o próprio negócio. Também a motivou a lançar uma linha de roupas tamanho grande para noivas, noivos e convidados acima do peso.

A linha GG, criada há dois anos, representa quase 40% do faturamento da sua empresa, a Fashion Noivas. A numeração vai do tamanho 42 ao 58, podendo até serem feitos sob medida para o cliente. A companhia fatura R$ 70 mil por mês com aluguel e confecção de roupas para casamento. 

A loja fica na rua São Caetano, na capital de São Paulo, tradicionalmente chamada no Estado como rua das noivas. 

Lima afirma que investiu cerca de R$ 80 mil para abrir o negócio, em 2003. Antes de ser empresária, ela foi estoquista, passou pela área financeira e foi secretaria do dono de uma outra loja de roupas para casamento.

“Trabalhando para os outros eu consegui ter uma visão geral do negócio, até me sentir preparada para ter minha própria loja”, diz.

Além da loja, ela possui uma confecção própria, onde são feitas as peças. Ao todo, ela tem 36 funcionários.

Segundo a empresária, as diferenças entre um vestido de noiva de tamanho grande para um regular são poucas.

“A noiva gordinha quer o mesmo que a magrinha: sentir-se maravilhosa no dia do seu casamento. Para ela, não tem essa de não poder usar tomara que caia ou ter de esconder o braço mais cheinho. Elas também querem seguir as tendências de moda”, afirma.

Ela diz que os preços também não mudam. O aluguel de um vestido de noiva já pronto varia de R$ 1.500 a R$ 3.200. Já para a venda, os preços são de R$ 2.000 a R$ 5.840, também para vestidos já prontos.

Para um vestido feito sob medida, o valor inicial é de R$ 3.500 e varia de acordo com os materiais utilizados, podendo chegar a mais de R$ 10 mil, se tiver renda francesa, por exemplo.

Segundo levantamento realizado pelo Ministério da Saúde em 2011, a população acima do peso no Brasil corresponde a 48,5%.

Preço não muda por causa do tamanho

Fabio Souza, consultor de administração do Sebrae Grande ABC (Serviço de Apoio à Micro e Pequena Empresa do Grande ABC), diz que, apesar de as roupas para gordinhos utilizarem mais matéria-prima, o preço não muda por causa da procura.

“Praticamente 50% da população brasileira está acima do peso. Como há muita procura por esse tipo de produto, as confecções produzem mais para esse nicho, o que aumenta a escala e ajuda a reduzir os custos e, consequentemente, os preços”, declara.

Atuar como confecção e varejo pode dificultar administração

Ter uma confecção própria e uma loja traz vantagens e desvantagens para o negócio, segundo o consultor. Souza afirma que atuar com as duas modalidades pode ajuda a ser mais ágil e competitivo mas, no entanto, a complexidade de gestão do negócio é maior porque mistura segmentos.

“São áreas completamente diferentes, que exigem mão de obra com competências diversas e lidam com fornecedores de outros perfis. O empreendedor tem de ser atento e disciplinado para manter o controle”, afirma.

Souza destaca também o cuidado com o estoque. "É bom ter opções da moda para oferecer à cliente, mas, manter o estoque custa caro, o que aumenta a necessidade de capital de giro."

Falta opção para noiva que usa tamanho GG 

Para ter sucesso nessa área e, especificamente com vestidos de noiva tamanho grande, é necessário ter cuidado redobrado com o atendimento.

“Essa noiva chega mais cautelosa à loja, não por sua condição física, mas para evitar a frustração com as poucas opções que, geralmente, há para elas."

O consultor afirma que o atendimento para esta consumidora tem de ser personalizado, exclusivo e paciente, principalmente, porque neste mercado os novos clientes aparecem muito por indicação.

Onde Encontrar:

Fashion Noivas
Rua São Caetano, 185 - Luz - São Paulo - SP. Fone: Telefone: (11) 3326-3599
www.fashionnoivas.com.br 

Mais Empreendedorismo