PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Como avaliar a saúde financeira de fundos imobiliários de crédito?

Exclusivo para assinantes UOL
Lucas Elmor

Lucas Elmor

Sócio-diretor de Gestão da Hectare Capital, formado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Juiz de Fora e Chartered Financial Analyst pelo CFA Institute, com experiência em estruturação e gestão de investimentos nos setores de logística, agronegócio, energia e imobiliário.

19/04/2021 04h00

No último artigo falamos sobre bolhas de crédito, suas causas e seus efeitos negativos na economia global e em particular nos fundos imobiliários. Mas nem todos os problemas de inadimplência em operações de crédito —ou "default", no jargão do mercado financeiro— estão relacionados a grandes crises de crédito locais ou globais causadas por um movimento cíclico que envolva oferta versus demanda e estímulos equivocados de liquidez nos mercados.

Em condições normais de temperatura e pressão, operações de crédito podem apresentar problemas isoladamente quando devedores perdem a capacidade de honrar com o pagamento das obrigações assumidas, temporária ou permanentemente. Esse problema potencial é conhecido como o risco de crédito intrínseco a cada operação.

Dito isso, o investidor bem informado deve ser capaz de entender as principais características que levam a problemas de inadimplência, seja por liquidez ou por insolvência, e avaliar qual a melhor forma de resolver a situação. E para começar a construir esse repertório, é preciso entender um pouco da história e da natureza das operações de crédito.