PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Evento ensina a montar carteira de investimentos e sugere 1 ação para hoje

Conteúdo exclusivo para assinantes

Do UOL, em São Paulo

25/03/2021 17h07

Para aplicar bem seu dinheiro, não basta conhecer os investimentos. É preciso saber se eles fazem sentido para a situação e as metas de cada um. Na última aula do evento "O Domínio do Dinheiro", o economista Felipe Bevilacqua explicou como estruturar uma carteira de investimentos de acordo com o perfil do investidor.

O evento online grátis "O Domínio do Dinheiro" é uma parceria entre o UOL Economia+ e a casa de análises Levante Ideias de Investimento. A imersão começou na última terça (23) e terminou nesta quinta-feira (25), com uma aula ao vivo.

Se você perdeu a primeira aula, em que o analista explica como sair da poupança e se tornar investidor, assista aqui.

A segunda aula, em que ele apresenta os melhores investimentos para 2021, você pode assistir aqui.

Cenário favorece Bolsa

Na aula ao vivo, o analista falou do cenário do mercado de capitais, e como investimentos de renda variável estão favorecidos neste ano —mesmo com o início do aumento da taxa básica de juros, a Selic, que está em 2,75% ao ano e tem projeções para chegar a 5% ao ano o até o fim de 2021.

O economista explicou que a pandemia do coronavírus tem gerado desconfiança do mercado e tem reflexo nos investimentos, contudo, para quem investe na Bolsa o foco deve ser o longo prazo, segundo o analista.

Carteira de investimentos deve ser individual

O economista também explicou como se monta uma carteira de investimentos. Bevilacqua afirma que é aí que os investidores erram, porque esquecem de montar uma estratégia de investimentos com base no próprio perfil de investidor.

Para entender melhor como aplicar, o investidor precisa entender o quanto assume de risco. O analista explicou cinco tipos de perfis:

  1. Hiperconservador: aquele que não tolera nada de risco e prefere ter uma carteira 100% em renda fixa;
  2. Conservador: nesse perfil, o investidor ainda prefere uma carteira focada em renda fixa, mas tolera que 10% dela seja de renda variável;
  3. Moderado: esse investidor é aquele que tem 15% da carteira em investimentos de renda variável que pagam dividendos;
  4. Arrojado: é aquele investidor que tem pelo menos 20% da carteira em renda variável, com ativos (ações e fundos) focados em valorização e não apenas em dividendos;
  5. Hiperarrojado: é o investidor que tem pelo menos 25% da carteira em investimentos de renda variável, e em ativos que estão atrelados ao dólar.

Analista indica ação para começar a investir

Durante a aula, o analista indicou uma ação de empresa para começar. A recomendação é Itaúsa (ITSA4).

"Primeiro, eu busco negócios em setores mais previsíveis para trazer bons resultados. Depois, procuro saber se a empresa segue as boas práticas de governança corporativa. Em outras palavras: se ela é transparente nas informações que divulga ao mercado", explicou o analista.

Segundo o analista, considerando todos esses quesitos, a empresa que se enquadra melhor nessa situação e apresenta um "excelente retorno em relação ao risco é a Itaúsa".

O analista preparou um relatório explicando em detalhes a escolha. Você pode acessar o relatório aqui.

Tem dúvidas e quer conversar com os analisas da Levante? Envie suas perguntas para duvidasparceiro@uol.com.br.

Recomendação para cada tipo de perfil

Os assinantes do UOL Economia+ têm recomendações semanais de investimentos, com estratégias voltadas ao perfil de cada tipo de investidor.

As carteiras são elaboradas por Bevilacqua, analista certificado e parceiro do UOL Economia+.

Além das recomendações, os assinantes também recebem o relatório explicando a estratégia por trás das indicações. A ideia é que o leitor entenda as escolhas para, assim, começar a criar sua própria estratégia de investimentos.

Para receber a carteira e as análises diárias que podem ajudar você a investir melhor, é preciso ser assinante UOL Economia+.

Não conhece o UOL Economia+? A plataforma de conteúdo é destinada àqueles que queiram aprender a investir e também a quem já investe e quer melhorar sua carteira. Conheça aqui tudo o que o UOL Economia+ oferece aqui.

Quer investir melhor? Receba dicas em seu email

Você quer aprender a ganhar dinheiro com segurança em investimentos no curto, médio e longo prazo, mesmo que nunca tenha investido?

O UOL Economia+ tem uma newsletter gratuita que o ajuda nesse objetivo. Ao assinar, você recebe todos os dias, antes da abertura da Bolsa, uma análise do mercado feita pelo analista Felipe Bevilacqua, da casa Levante Ideias de Investimentos. Com essa newsletter, você vai aprender a investir e entender o que está acontecendo com o mercado.

Além da newsletter diária, você também recebe, semanalmente, uma análise sobre investimentos, com dicas sobre como aplicar melhor com segurança seu dinheiro. Para assinar a newsletter gratuita do UOL Economia+, é só clicar aqui.

Tem dúvidas sobre ações, fundos e outros investimentos da Bolsa? Envia sua pergunta para duvidasparceiro@uol.com.br.

Este material foi elaborado exclusivamente pela Levante Ideias e pelo analista Felipe Bevilacqua (sem qualquer participação do Grupo UOL) e tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta de valor mobiliário ou promessa de retorno financeiro e/ou isenção de risco . Os valores mobiliários discutidos neste material podem não ser adequados para todos os perfis de investidores que, antes de qualquer decisão, deverão realizar o processo de suitability para a identificação dos produtos adequados ao seu perfil de risco. Os investidores que desejem adquirir ou negociar os valores mobiliários cobertos por este material devem obter informações pertinentes para formar a sua própria decisão de investimento. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Os desempenhos anteriores não são indicativos de resultados futuros.

PUBLICIDADE