PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

Como fazer investimentos em ouro? Economista explica 3 formas práticas

Exclusivo para assinantes UOL

Colaboração para o UOL, em São Paulo

14/05/2021 04h00

O apresentador Silvio Santos eternizou o termo "barras de ouro valem mais do que dinheiro", e tem muito investidor que imagina que, para investir em ouro é preciso, literalmente, comprar barras de ouro. Será? Como investir em ouro, afinal? A dúvida foi respondida no Papo com Especialista, programa semanal e ao vivo do UOL Economia+.

O economista César Esperandio disse que existem três maneiras principais de investir em ouro, e apenas uma delas é indicada para o investidor iniciante. Entenda no vídeo abaixo como investir em ouro.

O Papo com Especialista é transmitido sempre às quartas-feiras, das 12h30 às 13h30, na página inicial do UOL e do UOL Economia+. O programa é exclusivo para assinantes e, após a transmissão ao vivo, fica disponível para consulta.

Como investir em ouro

De acordo com a Bolsa de Valores brasileira, a B3, "diferentemente das bolsas estrangeiras, onde o contrato é negociado em relação a onça troy, a Bolsa negocia ouro em reais por grama. No Brasil, a cotação de ouro reflete as expectativas do mercado internacional atreladas ao mercado interno e a variação do dólar".

Segundo Esperandio, existem três formas principais de investir em ouro. Confira:

Contratos futuros: relacionado ao mercado de derivativos. É muito arriscado, diz o economista.

"Quando você investe em ações, o risco maior é perder tudo. No mercado futuro, você pode perder tudo e ainda sair devendo", disse.

Segundo ele, no mercado futuro, o investidor se compromete a comprar ou vender ouro numa data futura. "Ou seja, é um compromisso de efetivar determinada transação num preço combinado numa data futura. Isso é para investidor mais experiente", afirmou.

Ouro em espécie: neste mercado, você compra o metal em barras. Há poucas instituições financeiras que vendem este tipo de ativo. Uma delas é o Banco do Brasil.

"Após comprar o ouro, você tem que contratar um banco custodiante, que irá guardar as barras, e isso é um serviço pago. Também não é recomendável para iniciantes", disse.

Fundos de investimentos em ouro: esses fundos cuidam de toda essa burocracia para você.

"Esse é o caminho mais óbvio para quem não quer ter dor de cabeça. Você corre menos risco, porque há um gestor profissional por trás. Mesmo assim, antes de investir, você deve sempre ler a lâmina do fundo, na qual contém todas as informações sobre aquele fundo", disse o economista.

Quer investir melhor? Receba dicas em seu email

Você quer aprender a ganhar dinheiro com segurança em investimentos no curto, médio e longo prazo, mesmo que nunca tenha investido?

O UOL Economia+ tem uma newsletter gratuita que o ajuda nesse objetivo. Ao assinar, você recebe todos os dias, antes da abertura da Bolsa, uma análise do mercado feita pelo analista Felipe Bevilacqua, da casa Levante Ideias de Investimentos. Com essa newsletter, você vai aprender a investir e entender o que está acontecendo com o mercado.

Além da newsletter diária, você também recebe, semanalmente, uma análise sobre investimentos, com dicas sobre como aplicar melhor e com segurança seu dinheiro. Para assinar a newsletter gratuita do UOL Economia+, é só clicar aqui.

Tem dúvidas sobre ações, fundos e outros investimentos da Bolsa? Envia sua pergunta para duvidasparceiro@uol.com.br.

Este material é exclusivamente informativo, e não recomendação de investimento. Aplicações de risco estão sujeitas a perdas. Rentabilidade do passado não garante rentabilidade futura.