PUBLICIDADE
IPCA
-0,68 Jul.2022
Topo

Se você juntar R$ 1,2 milhão, sabe qual será a renda mensal? Só R$ 3,9 mil

só para assinantes

Colaboração para o UOL, em São Paulo

05/08/2022 04h00

Onde você deve aplicar o seu dinheiro para ter uma renda vitalícia? Detalhe: o leitor que enviou a dúvida já tem R$ 1,2 milhão investido. A dúvida foi respondida por no Papo com Especialista, programa ao vivo do UOL, pela planejadora financeira Vivian Rodrigues.

Ela diz que é preciso considerar uma taxa de juros real (acima da inflação) para ter as retiradas mensais sem perder o poder de compra.

"Esse valor que será retirado por mês precisa ser reajustado conforme a inflação", declara ela, que fez simulações de dois cenários.

Assista abaixo ao trecho do programa. O Papo com Especialista é um tira-dúvidas sobre investimentos exclusivo para assinantes e é transmitido semanalmente, às quintas-feiras, das 16h às 17h. Para também ter sua dúvida respondida no programa, envie sua questão para o Papo pelo email uoleconomiafinancas@uol.com.br.

Considerar taxa de juros real de 4% ao ano

Para o cálculo, Vivian diz que a taxa de juros real (acima da inflação) a ser considerada deve ser de 4% ao ano. Ou seja, se a inflação é de 7%, o investimento tem que ter retorno mínimo de 11%, por exemplo. Esses 4% partem de uma referência internacional, usada por especialistas no mundo todo, feita com base na média de diferentes pesquisas de mercado e de perfis distintos de investidores.

Então, as simulações em dois cenários ficaram assim:

Sem mexer no capital principal

  • Valor do patrimônio alcançado: R$ 1,2 milhão
  • Taxa de juros real anual: 4%
  • Renda mensal projetada real: R$ 3.928

Esse valor seria sua renda mensal real. É sua renda passiva, sem mexer no seu capital principal. Ou seja, você não perde dinheiro nem com as retiradas e nem para a inflação.

Para fazer essa conta para qualquer valor de renda, é só multiplicar a renda mensal desejada por 300. Veja aqui como fazer essa conta. Vale aplicar em qualquer tipo de investimento que renda acima de 4% da inflação.

E vale investir só em renda fixa ou só em renda variável? Não existe uma referência fixa, uma carteira base padrão que funcione para todos os perfis de investidores.

Fundos imobiliários (FIIs) ou ações podem render mais com dividendos, mas trazem riscos. Veja aqui quanto você pode ganhar com ações que pagam dividendos e leia aqui se a melhor opção é Tesouro Direto, FIIs ou outro investimento.

Ainda que em alguns casos essa projeção (de 4% de retorno acima da inflação) pareça conservadora, isso se torna necessário pelas características inerentes ao momento da aposentadoria, ou seja, é um período em que as pessoas não estão dispostas a correr muitos riscos.

Independentemente do perfil do investidor, é natural que o percentual em renda variável na carteira reduza à medida que o prazo disponível para o uso daquele capital também diminui.

Mexendo no capital principal

Em outra simulação, Vivian considerou a possibilidade de retirada mensal sem a preocupação de manter o seu capital principal.

  • Patrimônio atual: R$ 1,2 milhão
  • Patrimônio desejado ao final: R$ 150 mil (Vivian considerou esse valor como uma reserva de segurança)
  • Idade atual: 65 anos
  • Idade final: 100 anos
  • Taxa de juros real anual: 4%
  • Retirada possível mensal: R$ 5.428

"Quando você usa esse capital principal, consegue pegar um valor maior, porque o dinheiro vai acabar em algum momento", afirma a planejadora.

Poder de compra garantido nos dois cenários

Segundo ela, o seu poder de compra estará garantido nos dois cenários. "Mas em um cenário, no momento da morte você continuará tendo R$ 1,2 milhão na conta. Em outro cenário, o seu capital principal vai baixar ou até zerar", diz.

Papo com Especialista é semanal

O programa Papo com Especialista é transmitido às quintas-feiras, semanalmente, das 16h às 17h, na página inicial do UOL, no UOL Economia e no UOL Investimentos, e é exclusivo para assinantes. Reveja programas anteriores aqui.

Você pode enviar perguntas ao Papo pelo email uoleconomiafinancas@uol.com.br —elas podem ser respondidas no programa.

Quer investir melhor? Receba dicas em seu email

Você quer aprender a ganhar dinheiro com segurança em investimentos no curto, médio e longo prazo, mesmo que nunca tenha investido?

A página de investimentos do UOL tem uma newsletter gratuita que o ajuda nesse objetivo. Ao assinar, você recebe todos os dias, antes da abertura da Bolsa, uma análise do mercado feita pelo analista Rafael Bevilacqua, da casa Levante Ideias de Investimentos. Com essa newsletter, você vai aprender a investir e entender o que está acontecendo com o mercado.

Além da newsletter diária, você também recebe, semanalmente, uma análise sobre investimentos, com dicas sobre como aplicar melhor e com segurança seu dinheiro. Para assinar a newsletter gratuita de investimentos do UOL, é só clicar aqui.

Tem dúvidas sobre ações, fundos e outros investimentos da Bolsa? Envie sua pergunta para uoleconomiafinancas@uol.com.br.

Este material é exclusivamente informativo, e não recomendação de investimento. Aplicações de risco estão sujeitas a perdas. Rentabilidade do passado não garante rentabilidade futura.