Topo

Empreendedorismo


Aposentada, nadadora Fabiola Molina eleva venda de grife e exporta para EUA

Larissa Coldibeli

Do UOL, em São Paulo

2014-04-07T06:00:00

07/04/2014 06h00

Aposentada das piscinas desde novembro do ano passado, a nadadora Fabiola Molina, 38, que ganhou medalhas em Jogos Pan-Americanos e em outras competições, agora se dedica integralmente à grife de roupas de banho que leva seu nome.

Ela diz que, desde que se aposentou, a produção e as vendas cresceram 33%, passando de 4.500 peças por mês para 6.000.

O faturamento da empresa é três vezes maior do que o que eu ganhava como atleta", afirma. Ela, no entanto, não revela a receita da companhia.

As peças são vendidas na loja própria, em São José dos Campos (97 km a nordeste de São Paulo), em lojas multimarcas, em competições de natação e pela internet, no site da grife, inclusive para o exterior. Segundo Molina, cerca de 35% das 6.000 peças fabricadas vão para outros países, como Estados Unidos, França, Noruega e Suíça.

Negócio começou com sunquínis, para bronzear a barriga

A empresa foi criada oficialmente em 2004, mas, antes disso, Molina já comercializava peças para colegas de piscina.

“Eu treinava muito em piscinas descobertas. Então, tomava sol, ficava bronzeada, mas a barriga permanecia branca por causa do maiô. Comecei a usar sunquínis, que são biquínis um pouco maiores do que os tradicionais, e outras atletas quiseram também”.

Os sunquínis foram desenvolvidos por Molina junto com uma costureira de sua cidade natal, São José dos Campos (SP).

Segundo ela, as peças atendiam à necessidade das atletas por serem bem ajustadas ao corpo e não atrapalhar o treino. Também tinham, de acordo com Molina, estampas diferentes para satisfazer a vaidade das clientes. A ex-nadadora vendia as peças nos Estados Unidos, onde morou de 1994 a 2000.

Coleção ganha roupas para outros esportes aquáticos e moda praia

Inicialmente, as peças eram voltadas apenas às atletas de natação. Com o tempo, além dos sunquínis, a nadadora também incluiu maiôs, sungas e biquínis ao portfolio e passou a produzir peças para praticantes de salto ornamental, nado sincronizado, triatlo e outros esportes aquáticos.

“As peças para treino e competição têm de ser bem justas ao corpo, exigem uma costura diferente. O material tem de ser especial, com tecidos e cores bastante resistentes ao cloro da água, já que o atleta passa muito tempo na piscina”, afirma Molina.

De volta ao Brasil e com planos de encerrar a carreira, pois tinha atingido seu objetivo de participar da Olimpíada de Sydney, em 2000, ela resolveu formalizar o negócio com a ajuda dos pais, o que aconteceu em 2004.

“Montamos uma confecção própria em São José dos Campos e começamos a colocar etiqueta com o nome da grife, o que não acontecia até então”, diz a empresária.

Além de peças para atletas, a empresa passou a fabricar roupas de banho comuns em uma linha de moda praia, com biquínis, maiôs e saídas de praia, como saias, calças, bermudas, vestidos e macaquinhos. Ela não revela o investimento inicial. 

Ser famosa dá peso à marca, mas mercado é dominado por grandes empresas

O fato de Molina ser atleta ajudou a alavancar o negócio, segundo Michael Mattar, professor do curso de gestão de negócios esportivos da FIA (Fundação Instituto de Administração).

“Ter um atleta famoso ou celebridade endossando uma marca tem um peso relevante, que aumenta quando o produto tem a ver com a atividade daquela personalidade", diz. "Fabiola Molina é uma atleta de ponta, reconhecida. Então, quando ela assina uma marca e ajuda a desenvolver um produto, sem dúvida passa credibilidade e aumenta a chance de sucesso.”

Por outro lado, afirma Mattar, o mercado de roupas de banho, principalmente as esportivas, é dominado por grandes marcas. Isso dificulta a entrada de novas empresas.

"Grandes marcas trabalham com materiais de alta tecnologia, têm escala na produção e grande penetração no mercado; então, é muito difícil competir", diz. "O ideal é apostar em parcerias com essas empresas ou em nichos", afirma. 

Onde encontrar:

Fabiola Molina - Ateliê: Rua Jorge Barbosa Moreira, 105 - Vila Ema - São José dos Campos
www.fabiolamolina.com.br

Mais Empreendedorismo