IPCA
0,46 Jul.2024
Topo

Quanto você precisa investir para receber R$ 5.000 por mês em dividendos?

26/05/2023 04h00

O que você acharia de ser um dos donos de diversas empresas e receber dividendos (parte do lucro) gerados por essas companhias?

Na coluna de hoje eu mostro quanto dinheiro você precisaria investir para receber R$ 60 mil por ano dessa forma, o que daria uma média de R$ 5.000 por mês.

Quanto investir para receber R$ 5.000 por mês

A quantidade de dinheiro que você precisaria investir para ter uma renda média de R$ 5.000 por mês em dividendos depende de quais empresas você escolher.

Por exemplo, para receber essa quantia da Bradespar (braço do Bradesco que investe em outras empresas), você precisaria investir, hoje, cerca de R$ 441 mil em ações da companhia. Veja mais exemplos na lista abaixo.

  • Bradespar (BRAP4): R$ 441.176
  • Taesa (TAEE4): R$ 573.066
  • Banco do Brasil (BBAS3): R$ 741.656
  • Bradesco (BBDC3): R$ 896.861
  • Itaú (ITUB3): R$ 1.088.929

É importante saber que esse retorno não é garantido. Eles pressupõem que as empresas continuarão pagando dividendos no mesmo ritmo dos últimos 12 meses.

Portanto, para ficar no mesmo exemplo, é possível que você invista o valor acima na Bradespar (R$ 441 mil) e não receba R$ 60 mil nos próximos 12 meses. Em tese, é possível receber mais do que isso, menos ou até mesmo não ganhar nada. Vai depender dos resultados da companhia e da sua política de distribuição de dividendos.

Isso vale para qualquer ação que você compre. Como não há garantia nenhuma, é fundamental que você leia análises de especialistas a respeito de cada ação em que pretende investir.

Vale a pena?

O retorno em dividendos varia muito entre as empresas. Na lista acima, selecionei somente ações que têm oferecido um bom pagamento aos acionistas nos últimos 12 meses.

Considerando a média atual do mercado, seria necessário cerca de R$ 1 milhão para se obter uma renda média de R$ 5.000 por mês com dividendos. Isso representa uma rentabilidade de 6% ao ano.

Nesse momento, é possível que você se pergunte: "Vale a pena correr todo esse risco para ter um retorno de 6% ao ano?"

A questão é legítima, pois, investindo no Tesouro Direto, que praticamente não tem risco, você consegue um retorno acima de R$ 10% ao ano, já descontado o Imposto de Renda.

Por que, então, o retorno do investimento em dividendos é tão baixo, se é tão arriscado? Um dos motivos é que as boas empresas tendem a crescer a longo prazo - e seus dividendos, também.

Imagine que você invista R$ 1 milhão em ações do Itaú, por exemplo. Nesse caso, se o banco continuar pagando dividendos no mesmo ritmo dos últimos 12 meses, você terá um ganho aproximado de R$ 5.000 por mês, em média, no próximo ano.

Porém, é possível que o Itaú continue crescendo, o que abriria espaço para aumentos também nos dividendos, ou seja, nos seus ganhos. De 2012 a 2022, o lucro do banco aumentou 135%.

Se o banco continuar nesse ritmo de crescimento, e se replicar esse avanço nos dividendos, daqui a dez anos o investidor estaria recebendo não R$ 5.000 por mês, e, sim, R$ 11.750 por mês.

Como chegar lá

Se você não tem agora R$ 500 mil ou R$ 1 milhão para investir, não se preocupe. É possível chegar lá investindo aos poucos, considerando a lógica de que as empresas cresçam um pouco a cada ano.

Caso as empresas que você escolher cresçam, em média, 9% ao ano acima da inflação e você queira acumular o suficiente para receber R$ 5.000 por mês em dividendos, você precisaria investir, todos os meses:

  • R$ 3.514 durante 10 anos; ou
  • R$ 1.044 durante 20 anos; ou
  • R$ 392 durante 30 anos.

Não é recomendação

Nenhuma das ações citadas nesta coluna é uma recomendação de compra ou de venda. São apenas exemplos que escolhi para explicar quanto se pode ganhar com dividendos.

Antes de tomar uma decisão de investimento em ações, é importante que você leia análises de especialistas, realizadas especificamente sobre as empresas em que está interessado.

Alguma dúvida?

Tendo alguma dúvida sobre investimentos, me siga no Instagram ou no TikTok e envie uma mensagem por lá. Sua dúvida poderá ser respondida em breve nesta coluna.

UOL tem guia para investir e receber dinheiro pingando na conta

A renda passiva é a remuneração que não está vinculada a qualquer trabalho, atividade profissional ou prestação de serviço. É um dinheiro que você ganha sem precisar trabalhar.

E como receber esse dinheiro? Existem alguns investimentos mais indicados para esse objetivo. As principais alternativas são os dividendos de ações, os fundos imobiliários e determinados títulos do Tesouro. Mas há diferenças na remuneração, nas taxas, e no nível de risco de cada um.

Em última análise, todos os investimentos geram renda passiva, já que você não trabalha para ver os rendimentos.

Quer saber tudo sobre investimentos que pagam renda passiva? Acesse o especial "Guia de Investimentos para ter Renda Passiva", exclusivo para assinantes.Assine aqui e participe!

Especial faz parte de um aulão sobre investimentos inteligentes para quem está começando.

Em quatro lives, falamos sobre tudo o que você precisa saber para conseguir viver com uma renda dos seus investimentos e ter sempre um dinheiro pingando na sua conta. Falamos sobre ações que pagam dividendos, fundos imobiliários, títulos de renda fixa e fundos de investimentos.

As quatro aulas já estão no ar. A primeira aula, sobre o que é renda passiva, pode ser assistida aqui. A segunda aula é sobre FIIs e ações e pode ser assistida na íntegra aqui. Já a terceira é sobre como usar a Renda Fixa para ganhar mais com seus investimentos e pode ser vista neste link. A quarta aula, sobre fundos de investimentos, pode ser conferida na íntegra aqui.

Quer investir melhor? Receba dicas em seu email

Você quer aprender a ganhar dinheiro com segurança em investimentos no curto, médio e longo prazo, mesmo que nunca tenha investido?

A página de investimentos do UOL tem uma newsletter gratuita que o ajuda nesse objetivo. Ao assinar, você recebe todos os dias, antes da abertura da Bolsa, uma análise do mercado feita pela equipe do PagBank Investimentos. Com essa newsletter, você vai aprender a investir e entender o que está acontecendo com o mercado.

Além da newsletter diária, você também recebe, semanalmente, uma análise sobre investimentos, com dicas sobre como aplicar melhor e com segurança seu dinheiro. Para assinar a newsletter gratuita de investimentos do UOL, é só clicar aqui. Há ainda conteúdos diários sobre diversos tipos de ativos.

Tem dúvidas sobre ações, fundos e outros investimentos da Bolsa? Envie sua pergunta para uoleconomiafinancas@uol.com.br.

Este material não é um relatório de análise, recomendação de investimento ou oferta de valor mobiliário. Este conteúdo é de responsabilidade do corpo jornalístico do UOL Economia, que possui liberdade editorial. Quaisquer opiniões de especialistas credenciados eventualmente utilizadas como amparo à matéria refletem exclusivamente as opiniões pessoais desses especialistas e foram elaboradas de forma independente do Universo Online S.A.. Este material tem objetivo informativo e não tem a finalidade de assegurar a existência de garantia de resultados futuros ou a isenção de riscos. Os produtos de investimentos mencionados podem não ser adequados para todos os perfis de investidores, sendo importante o preenchimento do questionário de suitability para identificação de produtos adequados ao seu perfil, bem como a consulta de especialistas de confiança antes de qualquer investimento. Rentabilidade passada não representa garantia de rentabilidade futura e não está isenta de tributação. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, a depender de condições de mercado, podendo resultar em perdas. O Universo Online S.A. se exime de toda e qualquer responsabilidade por eventuais prejuízos que venham a decorrer da utilização deste material.