Só para assinantesAssine UOL

Tenho uma reserva financeira: guardo ou quito minhas dívidas?

Muita gente fica em dúvida se é melhor usar a reserva financeira para quitar as dívidas ou para guardar o dinheiro. Existem alguns fatores a considerar na tomada dessa decisão, segundo a planejadora financeira Lueny Santos, no Papo com Especialista, programa ao vivo do UOL.

Essa matéria é um trecho do segundo aulão da série "De endividado a investidor: como se livrar das dívidas e guardar mais dinheiro". O aulão foi ao ar em 5 de outubro. Veja a live completa aqui. São três lives ao vivo, e assinantes podem rever as aulas quantas vezes quiserem.

Assista ao aulão no Papo com Especialista, programa ao vivo do UOL, todas as quintas-feiras, das 16h às 16h40. Assine aqui e participe!

A última série do Papo com Especialista foi sobre como se aposentar sem depender do INSS. Para saber mais, acesse "Como se aposentar sem depender do INSS e por que começar a investir já".

Vale quitar dívidas com a reserva financeira?

Depende. O primeiro passo para você conseguir decidir sobre quitar ou não suas dívidas com a sua reserva é entender a taxa de juros que está pagando, o impacto delas no seu orçamento mensal e quanto o seu dinheiro investido está rendendo todos os meses. "Geralmente, essa conta não fecha, porque os juros das dívidas são maiores do que do investimento da reserva. E aqui estou comparando produtos com liquidez diária, que vai render 100% do CDI", diz a planejadora financeira.

Outro ponto a considerar é o seu contexto familiar. Segundo ela, uma pessoa solteira tem, em tese, mais condições de pegar a metade da reserva para pagar dívidas. "Como é só ela que depende daquele orçamento, ela vai conseguir depois fazer outros ajustes, abrir mão de outras coisas. Já uma família com filhos pequenos, por exemplo, precisa tomar um pouco mais de cuidado nessa decisão", diz.

O que você precisa fazer? Defina no seu orçamento um valor para investir todo mês. "Isso te ajuda a criar o hábito de todo mês guardar dinheiro para a reserva", diz. Uma dica é fazer uma transferência programada. "Não deixe para fazer isso no final do mês, senão o dinheiro não sobra." "Se não mudar o seu comportamento nem a sua mentalidade de como você está lidando com o dinheiro, nenhuma estratégia vai funcionar", afirma.

Continua após a publicidade

A reserva financeira é o primeiro passo para você conseguir se tornar um investidor.
Lueny Santos, planejadora financeira

Não significa que você deve pegar todo o dinheiro da sua reserva para quitar a sua dívida, porque o dinheiro não está 'rendendo bem'. Lembre que você não sabe quando pode ter um imprevisto.

Um bom planejamento financeiro para quitar dívidas é aquele que funciona para a sua realidade. Você precisa ter os números muito claros e detalhados, para garantir que você vai chegar onde quer. E, se no meio do caminho alguma coisa fugir do seu controle, que você consiga recalcular a rota.

Quer saber como economizar e investir, além do que está acontecendo na economia? Conheça e siga o novo canal do UOL "Economize e Invista" no WhatsApp.

Aulão: De endividado a investidor: como sair das dívidas e ter mais dinheiro

Dívidas são um dos principais obstáculos para quem quer organizar sua vida financeira. Pensando nisso, o UOL preparou um aulão para quem quer se livrar das dívidas para sempre e ter mais dinheiro para investir e realizar seus sonhos.

Continua após a publicidade

Qual a melhor estratégia para se livrar das dívidas? Dá para começar a investir mesmo endividado? E qual é o melhor investimento para iniciantes? Todas essas perguntas serão respondidas em uma série de três lives.

A primeira live traz o passo a passo para se livrar das dívidas. A segunda live mostra onde e como começar a investir mesmo estando endividado, e a terceira fala sobre como investir para realizar seus sonhos, após sair das dívidas.

Assista ao aulão no Papo com Especialista, programa ao vivo do UOL, todas as quintas-feiras, das 16h às 16h40. Assine aqui e participe!

A última série do Papo com Especialista foi sobre Como investir para se aposentar sem depender do INSS. Para saber mais, acesse este link .

Quer investir melhor? Receba dicas no seu email

Você quer aprender a ganhar dinheiro com segurança em investimentos no curto, médio e longo prazo, mesmo que nunca tenha investido? O UOL tem uma newsletter diária gratuita que o ajuda nesse objetivo. Assine o Por Dentro da Bolsa aqui. Você recebe todos os dias, antes da abertura da Bolsa, uma análise do mercado feita pela equipe do PagBank Investimentos para aprender a investir melhor.

Continua após a publicidade

Você também recebe, semanalmente, uma análise sobre investimentos, com dicas sobre como aplicar melhor o seu dinheiro. Para assinar a newsletter gratuita de investimentos do UOL, é só clicar aqui. UOL Investimentos ainda tem diversos conteúdos diários que te ajudam a lidar melhor com seu dinheiro.

Tem dúvidas sobre ações, fundos e outros investimentos da Bolsa? Envie sua pergunta para uoleconomiafinancas@uol.com.br.

Este material não é um relatório de análise, recomendação de investimento ou oferta de valor mobiliário. Este conteúdo é de responsabilidade do corpo jornalístico do UOL Economia, que possui liberdade editorial. Quaisquer opiniões de especialistas credenciados eventualmente utilizadas como amparo à matéria refletem exclusivamente as opiniões pessoais desses especialistas e foram elaboradas de forma independente do Universo Online S.A.. Este material tem objetivo informativo e não tem a finalidade de assegurar a existência de garantia de resultados futuros ou a isenção de riscos. Os produtos de investimentos mencionados podem não ser adequados para todos os perfis de investidores, sendo importante o preenchimento do questionário de suitability para identificação de produtos adequados ao seu perfil, bem como a consulta de especialistas de confiança antes de qualquer investimento. Rentabilidade passada não representa garantia de rentabilidade futura e não está isenta de tributação. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, a depender de condições de mercado, podendo resultar em perdas. O Universo Online S.A. se exime de toda e qualquer responsabilidade por eventuais prejuízos que venham a decorrer da utilização deste material.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes