PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Cotações

Bolsa cai e fecha no menor nível em mais de 4 meses; Petrobras perde 1,4%

Do UOL, em São Paulo

25/05/2018 17h26Atualizada em 25/05/2018 17h26

O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, emendou a terceira queda fechou esta sexta-feira (25) em baixa de 1,53%, a 78.897,66 pontos. É o menor nível de fechamento em mais de quatro meses: em 10 de janeiro, a Bolsa terminou o dia a 78.200,57 pontos.

Com isso, o índice termina a semana com desvalorização acumulada de 5,04%. Na véspera, havia caído 0,92%.

As ações da Petrobras fecharam em queda, após desabarem 14% na véspera. As ações preferenciais da companhia (PETR4), com prioridade na distribuição de dividendos, fecharam em baixa de 1,39%, a R$ 19,80, enquanto os papéis ordinários (PETR3), com direito a voto em assembleia, terminaram o dia com desvalorização de 0,73%, a R$ 23,03.

Agentes do mercado repercutiam os termos do acordo do governo com os caminhoneiros, fechado na véspera, e ainda enxergavam incerteza em relação à independência gerencial da companhia.

Leia também:

Vale e bancos caem

Os papéis do Banco do Brasil (-2,08%), do Bradesco (-1,99%) da mineradora Vale (-1,87%) e do Itaú Unibanco (-0,88%) também fecharam em queda. Essas empresas, assim como a Petrobras, têm grande peso sobre o Ibovespa.

Dólar sobe no dia, mas cai na semana

O dólar comercial fechou em alta de 0,55%, cotado a R$ 3,668 na venda. É o segundo avanço seguido da moeda norte-americana, que subiu 0,64% na véspera. Apesar de subir no dia, o dólar termina a semana com baixa acumulada de 1,91%, após quatro semanas seguidas de alta.

Investidores continuavam preocupados com possíveis impactos na economia causados pela greve dos caminhoneiros, que está em seu quinto dia. Setores industriais já relatam redução na produção e nas exportações por falta de escoamento, além do desabastecimento de combustíveis em postos e aeroportos do país.

(Com Reuters)

Cotações